Prática de atividades físicas no calor representa maior risco para pacientes com pressão alta?

  • +A
  • -A

Em períodos de calor, práticas de atividade física podem ser perigosas para todas as pessoas, mas principalmente àquelas com problemas cardiovasculares. Pacientes que sofrem de pressão baixa ou pressão alta são bons exemplos nesse sentido. Vale ressaltar que nada impede que eles se exercitem no calor, apenas precisam tomar mais cuidados. A prática de atividade física regular é benéfica e necessária para esse tipo de paciente, de acordo com a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH).

Calor e alterações na pressão arterial


“O
calor pode acentuar riscos, inclusive, cardiovasculares. Porém, se estivermos atentos aos cuidados, não há impedimento para a realização da atividade física. Como é sabido, a prática  regular de exercício físico moderado traz benefícios à saúde, em especial à pressão arterial. O exercício constante promove alterações na complacência vascular, o que determina relaxamento da musculatura e dos vasos, promovendo vasodilatação com consequente queda da pressão arterial”, explica o cardiologista Rubens Mattar Jr. 

Ainda segundo o especialista, o calor atua nos vasos promovendo vasodilatação, o que tende a diminuir a pressão arterial. Porém, nem sempre é assim. Há comportamentos individuais em que, por mecanismos outros, pode ocorrer aumento da pressão arterial mesmo na temperatura elevada. “O calor aumenta a sudorese, com perda de água e eletrólitos, o que, dependendo da situação, pode resultar em desidratação, com redução da volemia e interferindo na queda da pressão”, informa o médico.

Cuidados para realizar exercícios no calor com riscos mínimos


Para que o paciente hipertenso consiga realizar atividades físicas no calor com o mínimo possível de riscos,
é preciso, em primeiro lugar, estar com a pressão sob controle. Para isso, deve fazer uso diário de medicação hipotensora, preferencialmente pela manhã; checar os níveis de pressão arterial caso apresente sintomas relatados previamente antes de se exercitar; garantir ingestão frequente de líquidos (água, em especial) para manter ótimo estado de hidratação. 

“Também é muito importante evitar ingestão de sal e álcool; comer alimentos leves, como saladas, carnes magras e frutas ricas em potássio (laranja, banana, maçã, ameixa, frutas secas); e tomar cuidado com vestimentas e calçados, preferindo sempre roupas leves e que permitam troca de calor. Vale ainda buscar se exercitar sem exposição direta ao sol, preferindo os horários da manhã. Se for ao ar livre, evitar o período entre 11 e 16 horas”, conclui o profissional. 

 

Dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH): 

https://www.sbh.org.br/arquivos/artigos/a-pratica-de-atividade-fisica-na-hipertensao-arterial/

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Rubens Mattar Júnior

Dr. Rubens Mattar Júnior

Cardiologia

CRM: 30054 / SP

TAGS
cardiovascular
hipertensao
pressao-alta

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Prática de atividades físicas no calor representa maior risco para pacientes com pressão alta?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.