Hipertensão: Qual é a importância de exames regulares com o cardiologista?

  • +A
  • -A

A hipertensão, segundo o Ministério da Saúde, afeta aproximadamente 25% da população adulta do Brasil. A doença é caracterizada pelo nível elevado da pressão sanguínea nas artérias: nesses casos, os valores da pressão máxima e mínima são iguais ou ultrapassam os 140x90mmHg (14 por 9). A pressão alta pode ser causa de diversas complicações de saúde, como infarto, acidente vascular cerebral (AVC), aneurisma arterial e insuficiência renal. Entenda a importância de fazer exames regulares com o cardiologista.

Exames regulares previnem complicações da pressão alta

 

Os exames regulares podem mostrar alterações precoces causadas pela hipertensão. Por exemplo, lesões em órgãos-alvo, que são órgãos especialmente afetados pela pressão alta, como o coração, os rins, o cérebro e a retina. A consulta de rotina não serve apenas para verificar a pressão, mas para monitorar os órgãos-alvo e ver se o tratamento está sendo adequado e suficiente para proteger o indivíduo de complicações”, explica a cardiologista Ana Catarina Periotto.

A médica afirma ainda que a hipertensão, por ser uma doença silenciosa, pode se instalar sem sintoma algum e pode levar à degeneração precoce de órgãos. “As alterações iniciais dos órgãos afetados também são silenciosas, mas facilmente detectadas pelo exame de coração, fundo de olho e exames de sangue e urina”, destaca a especialista.

Hipertensão não controlada pode levar à morte

 

De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 388 pessoas morrem por dia em decorrência de problemas relacionados a um quadro de hipertensão não controlada. O acompanhamento com um cardiologista é fundamental para garantir a eficácia do tratamento e para dar uma boa qualidade de vida ao paciente, evitando complicações que podem levar à morte. 

“O paciente que não faz esses exames regularmente corre o risco de ter prejuízo do funcionamento dos rins sem sentir nada. A maior causa de pessoas em hemodiálise é a hipertensão não tratada adequadamente. A pressão alta mal controlada também pode causar cegueira, infarto cardíaco precoce, AVC e alterações vasculares de vários órgãos”, informa a médica.

Vale lembrar que, além de manter os exames regulares e o tratamento com medicações, é imprescindível evitar os principais fatores de risco que podem agravar o quadro. É recomendado manter uma dieta equilibrada, abandonando alimentos ricos em sódio e gordura, fazer exercícios físicos diariamente, não fumar e não beber bebidas alcoólicas e controlar o diabetes.

 

Dados do Ministério da Saúde: https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/45446-no-brasil-388-pessoas-morrem-por-dia-por-hipertensao

https://saude.gov.br/saude-de-a-z/hipertensao

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Ana Catarina de Medeiros Periotto

Dra. Ana Catarina de Medeiros Periotto

Cardiologia

CRM: 141696 / SP

TAGS
cardiovascular
coracao
pressao-alta

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Hipertensão: Qual é a importância de exames regulares com o cardiologista?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.