Hipertensão na juventude: crianças e adolescentes podem desenvolver pressão alta?


  • +A
  • -A

O aumento da pressão arterial não escolhe sexo ou idade. A hipertensão é uma doença cardiovascular causada por uma série de fatores, combinados ou não, e atinge homens, mulheres, idosos, crianças e adolescentes. Apesar da maior parte dos diagnósticos de pressão arterial alta ocorrerem na idade adulta, muitos casos surgem durante os primeiros 18 anos de vida.

Diagnóstico precoce

“É na infância e na adolescência que a hipertensão arterial pode ser detectada e controlada precocemente”, afirma a cardiologista Bruna Baptistini. A médica explica que a medida da pressão é recomendada em toda avaliação clínica após os três anos de idade, pelo menos uma vez ao ano, como parte do atendimento pediátrico primário.

A hipertensão durante essas duas fases da vida surpreende pelos altos números: segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), cerca de 6% das crianças sofrem com o problema no país. Aliada à hipertensão estão o sobrepeso e a obesidade, cujos índices no Brasil não param de crescer e são fatores de risco para o desenvolvimento da doença cardiovascular.

Doença raramente apresenta sintomas

A Dra. Bruna alerta que a hipertensão é silenciosa na maioria dos casos: “A pressão arterial elevada raramente causa sintomas em crianças e adolescentes, aparecendo quando há complicações. Nesses casos, os mais comuns são dor de cabeça, tontura, falta de ar, zumbido, visão turva e cansaço.” O tratamento é similar ao de adultos e feito com mudança de hábitos e tratamento farmacológico.

A família e a escola têm papéis importantes na prevenção do problema. As instituições de ensino devem fornecer um ambiente que promova ações em prol do bem-estar infantil e que permitam aos alunos descobrirem a importância de uma alimentação saudável. Os pais precisam refletir os valores de saúde ensinados nos colégios e dar o exemplo, seja estimulando a prática de exercícios ou evitando o consumo de comidas que prejudiquem a saúde.

Dra. Bruna Cristina Baptistini é cardiologista, formada pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e atua em São Paulo. CRM-SP: 145229

TAGS
cardiovascular
pressao-alta

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

8 comentários para "Hipertensão na juventude: crianças e adolescentes podem desenvolver pressão alta?"

Edimara nobrega

Tem um filho de 12 anos,e ele já está apresentando problemas com pressão alta.estou muito preocupada não sei quem procurar um cardiologista eu um pediatra. Quem pode mim ajudar por favor se teve alguém pra mim dar um oucilio agradeço abraço.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Edimara, leve-o para uma consulta com o cardiologista. Assim ele poderá solicitar exames e passará as orientações de forma adequada. Abraços.

Estela Bonemann

Meu filho tem 12 anos, pesa 74 kilos, altura 1,56 cm, medi a pressão arterial está em 15/10 , tô apavorada sem saber o que fazer.

osmira cavalcante

minha filha maria clara de , 13 anos esta apresentando sintomas de pressão alta com dor no braço , nuca ,dor de cabeça, aceleração no coração o que eu faço sobe até 16 ;10 é desem pra 11, 8 pesa 83 , um metro e 1,60

Silvia Aparecida dos Santos

Meu nome é silvia boa tarde …meu filho tem 18 anos e a pressão delê está ocilando entre 15× 11 e 15×9 .Ele tem 1.86 de altura e pessa 83k

Renata Monezi

Minha filha tem 17 anos e é Judoca. Ela passou mal em um campeonato com a pressão que chegou a 18/11. Fiquei apavorada. Vou consultar um médico cardiologista e tb um Nefrologista. Faço hemodiálise e a hipertensão é um dos principais motivos da perda dos rins. Fica a dica..

Kayque

Tenho 15 anos,e medo minha pressão deu 16 por 8 o que pode ser isso?muito sal?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Kayque, peça para que seus pais o levem para uma consulta com o especialista, assim ele poderá te orientar. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.