Esquizofrenia: Quando um paciente deve ser internado?


  • +A
  • -A

As estimativas mais recentes apontam que mais de dois milhões de brasileiros têm esquizofrenia. A doença crônica é conhecida pelas mudanças no pensamento de um indivíduo, que se torna incapaz de distinguir a realidade da imaginação. Os pacientes costumam sofrer com alucinações e delírios e muitos deles se isolam. Alguns casos são tão graves que é necessário recorrer à internação.

 

Internação é alternativa quando tratamento da esquizofrenia não é suficiente

 


“Pacientes com esquizofrenia que estão em um surto psicótico e não respondem bem ao tratamento farmacológico ambulatorial podem precisar de uma internação para o controle do quadro”, afirma a psiquiatra Luciana Staut. Segundo a médica, a internação é necessária quando é importante manter o paciente sob vigilância contínua.

“A internação deve ocorrer quando o paciente apresenta um quadro grave, em que não faz uso adequado dos medicamentos ou que não apresenta remissão dos sintomas, mesmo em uso de medicação”, explica a profissional. O principal fator de decisão para a internação é o risco em que o paciente se encontra devido aos sintomas da esquizofrenia.

 

Paciente esquizofrênico participa de terapias ao ser internado

 


Por causa dos sintomas psicóticos, o indivíduo pode não ter noção do perigo ou se envolver em situações de conflito, sem que outras pessoas saibam da doença e consigam ajudá-lo. Luciana ressalta que o paciente não é necessariamente agressivo e nem todos oferecem risco para terceiros. Em um surto, é possível que haja agressividade em alguns casos, quando o paciente acredita estar sendo ameaçado ou vigiado.

Durante uma internação, o paciente esquizofrênico recebe o acompanhamento de profissionais médicos, psicólogos, enfermeiros e também participa de atividades terapêuticas. Entre elas estão atividades ocupacionais e artísticas, de modo intensivo, para acelerar o processo de recuperação. Para o controle da esquizofrenia, também são utilizados medicamentos antipsicóticos.

 

Dra. Luciana Cristina Gulelmo Staut é psiquiatra, formada pela Universidade Federal de Mato Grosso, membro da Sociedade Brasileira de Psiquiatria e atende em Cuiabá (MT). CRM-MT: 6734

Foto: Shutterstock

TAGS
esquizofrenia
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

16 comentários para "Esquizofrenia: Quando um paciente deve ser internado?"

Maria do Socorro Martins Lima

Me ajudou muito 👍a lidar com o meu esposo!

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Gentil, ficamos felizes por você ter apreciado a matéria. Nossa intenção é que todos possam ter acesso a informação e possam assim cuidar da saúde. Abraços.

Elizabete

Meu filho tem esquizofrenia e eu gosto sempre de pesquisar sobre essa doença, pois me ajuda muito, obrigado!

Ivanildes

Meu filho foi enterrado numa psiquiatria pela primeira vez devido engerir 30 comprimidos na época ele tinha 15 anos, agora está com 22 anos no final de 2015 ele começou a ter algumas alterações e mim agredir verbalmente e fisicamente,eu sou o foco dele ele já tentou até mesmo mim sufocá com as próprias mãos…..ele já passou por 3 caps mais logo desiste do tratamento,alegando que não tem nenhum problema de saúde. O diagnóstico dele ainda está em aberto eu preciso muito de ajudo pra lidar com ele é muito difícil pra mim…ja passei muitas noites em claro devido o problema dele.

Cris

Tenho esquizofrenia o que faço para tratar as crises

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Cris, é essencial que o paciente siga o tratamento médico, o que possibilita reduzir recaídas. Segue o link de uma de nossas matérias que pode te auxiliar: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/esquizofrenia/como-fazer-esquizofrenia-viver-melhor

Celia arruda

Tenho um filho esquizofrênico, muito violento e que não aceita ajuda.Preciso interna lo. Ele ameaça todo mundo,os vizinhos têm pavor dele. Eu mesma vivo escondida dele. Não sei o que fazer.Alem de tudo ele usa droga. Agora mesmo ele quebrou tudo dentro de casa. Preciso de ajuda pois não posso pagar essas clínicas que são muito caras.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Celia, procure uma unidade de saúde próxima de sua residência, explique a situação para que eles possam te auxiliar. Abraços.

Nilceia

Olá! Tenho um irmão esquizofrênico, depois que minha mãe faleceu, fiquei com esta responsabilidade (olha não é fácil), os outros irmãos nem ligam e sou a única solteira que ficou em casa.Ele não aceita o tratamento, fala que não é doente e eu gostaria de interna-lo para conscientização da doença e cuidados. Me ajudem, por favor!

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Nilceia, o médico ao acompanhar o paciente poderá optar por esse passo no tratamento. Verifique com o médico do seu irmão se no caso dele uma internação em uma clínica psiquiátrica é indicada. Abraços.

Luiz Claudio

Nao sei se e esquizofrenia o meu problema, mas eu tenho a conviccao de que estao tramando contra mim no meu bairro onde moro pois me sinto observado por pessoas que eu nao conheco e tem algumas pessoas que me conhece, me olham de naneira estranha, como se ja soubessem do perigo que eu estou correndo. Fica dificil acreditar que e coisa da minha cabeca. Quando eu estou em casa fico concentrado no que as pessoas la fora estao conversando, e sempre acho que estao falando de mim. Ja ouvi falarem vamos matar ele, esse cara e x9 ouco com clareza algumas coisas outras nao. E sempre atraio tudo o que se fala pra mim. Principalmente na madrugada quando comeco ouvir gente conversando ja me desespero pois ouco muita coisa ruim um dia pensei que iam invadir minha casa fiquei com muito medo. Tenho a sensacao de que eles estao esperando um momento em que eu estiver sozinho sem ninguem ver pra me pegar. Quando estou na rua fico com medo de estarem me vigiando pra onde quer que eu va so esperando o momento certo pra da o bote, principalmente se eu ver dois em cima de uma moto. O fato de eu estar olhando para as pessoas com cara de assustado so reforca a minha ideia de achar que eles pensam que eu tenho algo contra alguem, ou de que eu fiz algo de errado. Pois ninguem sabe do meu problema. E nao consigo acreditar que e coisa da minha cabeca pois e muito real tudo o que esta acontecendo vivo na adrenalina todos os dias nao tenho mais paz. Evito de ir para casa com medo de alguem me pegar nao sei mais o que fazer.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Luiz Claudio, é importante que você realize uma consulta com o médico especialista para que ele possa te auxiliar. Abraços.

Débora

Acho que meu marido está ficando esquizofrênico o que devo fazer me ajudem por favor

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Débora, primeiramente deve-se procurar um especialista para fazer uma avaliação do caso. Uma vez que o transtorno for confirmado, a família tem papel fundamental para o tratamento da esquizofrenia. “No sentido de não agir com preconceito, incentivar o tratamento e sempre ir às consultas para tirar dúvidas a respeito do manejo do quadro com os remédios e horários” afirma o psiquiatra Gustavo de Carvalho Araujo na seguinte matéria: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/esquizofrenia/importancia-familia-tratamento-esquizofrenia.
Abraços.

rosana

gostei muito da atenção de vcs para com as pessoas que relataram os seus problemas, e resolvi a relatar o meu! passei um email relatando o meu caso, no caso e com a minha irma que estou passando por esse problema, gostaria de uma orientação de vcs. fico no aguardo. Rosana

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Rosana, agradecemos o contato realizado e ficamos muito honrados com a sua manifestação. Continue acompanhando novas matéria aqui no nosso site para obter mais conhecimentos e dicas de saúde doenças e tratamentos. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.