Veja dicas para reduzir a poeira e minimizar suas crises de asma


  • +A
  • -A
Imagem do post Veja dicas para reduzir a poeira e minimizar suas crises de asma

A asma é uma doença inflamatória crônica que afeta a saúde e o funcionamento do sistema respiratório. O problema gera um estreitamento dos brônquios, estruturas que ajudam a conduzir o ar até os pulmões, causado por uma hipersensibilidade ao contato com substâncias encontradas no ambiente. A principal delas é a poeira.  

Poeira provoca a inflamação dos brônquios em asmáticos


O pneumologista Ramiro Sienra explica o que acontece com pacientes asmáticos que se deparam com ambientes empoeirados: “Para pessoas que têm alergias específicas à poeira, uma exposição pode desencadear não somente crises de asma, como tosse, chiado no peito e
falta de ar, mas também crises de rinite alérgica, com coceira no nariz, espirros e congestão nasal, e piora de casos de dermatites“.

Para evitar que a poeira seja um problema na vida do asmático, é importante adotar alguns cuidados. “As dicas são deixar a casa sempre limpa e bem arejada e dar preferência a usar o aspirador de pó ao invés de varrer a casa”, aconselha o especialista. A varrição pode não eliminar o pó por completo, espalhando-o por móveis e outros lugares do lar.

Tapetes e carpetes acumulam pó e facilitam crises de asma


Além disso, depois de varrer ou de aspirar os cômodos, certifique-se de passar pano no chão para retirar o excesso de poeira, mas dê preferência a produtos sem cheiros fortes. Evite também usar carpetes e tapetes e não deixe bichos de pelúcia espalhados, já que tendem a acumular pó. As cortinas, cobertores e roupas de cama devem ser lavados com frequência.

Além da poeira, existem ainda outras substâncias que devem ser evitadas para reduzir a quantidade de crises de asma. “Classicamente, os alérgenos mais comuns são fumaças, perfumes, alvejantes e ácaros, que são germes que se acumulam em lugares fechados e úmidos”, diz o profissional. Mofo, pólen e pelos de animais também são exemplos de alérgenos.

Dr. Ramiro Sienra é pneumologista, formado pela Faculdade de Medicina da USP e atende em São José dos Campos (SP). CRM-SP: 139797

Foto: Shutterstock

TAGS
alergias-respiratorias
asma
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Veja dicas para reduzir a poeira e minimizar suas crises de asma"

Jovelina Dacio

Sou asmática crônica desde os 12 anos,hoje tenho 33 anos sou técnica de enfermagem,trabalho a noite moro em Manaus,o clima aqui é úmido faço tratamento,com alenia de 12/400mg de 12/12 h,além da asma tenho renitente alérgica,alem dos cuidados da casa é o que eu ja faço,como posso fazer no meu trabalho? Se trabalho a noite e no conforto piora tudo renite tosse e o cansaço em seguida!posso ter contato com pacientes em tratamentos de TBou pneumonia comprovada mesmo usanso N95? Sendo que ja fui proibida de trabalhar em centro cirúrgico reanimação,uti, semi intensiva nem com paciente que possuam TQT? Como posso fazer no meu ambiente de trabalho?

Cuidados Pela Vida

Oi Jovelina, os pacientes cadastrados no medicamento Alenia possuem um benefício a mais, um acompanhamento de enfermeiros 24h via telefone para esclarecimento de dúvidas sobre saúde, doenças e tratamento. Você pode contatá-los através do número 0300 118 1006 para verificar informações e tirar dúvidas a respeito do tratamento com o medicamento Alenia. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.