Intolerante à lactose: o que fazer sobre a qualidade de vida?

  • +A
  • -A

Quando se depara com o diagnóstico, o intolerante à lactose logo se preocupa com a sua qualidade de vida. Afinal, as restrições de dieta têm grande impacto na sua sociabilidade. As escolhas de restaurantes ficam mais difíceis, assim como as receitas feitas em casa. Diante desse cenário, o que fazer para amenizar os impactos?

Preço e oferta: intolerante à lactose deve pensar em diversos aspectos

Hoje, já é possível encontrar inúmeros alimentos produzidos para o intolerante à lactose. Eles fornecem uma opção que não gerará incômodos, possibilitando uma maior variedade de receitas. Porém, muitos pacientes acabam se questionando sobre o preço desses itens. Será que o problema pode comprometer a qualidade de vida quando o assunto é o bolso?

“No momento do diagnóstico, logo o paciente se preocupa com os preços dos alimentos que não possuem lactose em sua composição. O valor não é tão diferente”, tranquiliza o Dr. Edir Porto, gastroenterologista. Ele também alerta que, fora de casa, é preciso ter mais atenção ao consumo de lactose para conseguir lidar com os desconfortos.

E complementa: “atualmente, os alimentos sem lactose são muito acessíveis nos mercados. A diferença de preço é bem razoável. Uma porção considerável da população tem a intolerância, por isso é preciso deixar bem claro para o paciente que ela não evoluirá para alguma doença maligna”, fala o médico que faz questão de ressaltar o quão fundamental é oferecer informações sobre o problema para que o indivíduo não se sinta oprimido e preocupado. 

Aproveite para saber mais sobre a intolerância à lactose

Sociabilização pode ser mantida com o auxílio de enzima lactase

Outra preocupação já levantada diz respeito à sociabilização. Idas às festinhas ou restaurantes são comprometidas para evitar sintomas desconfortáveis após a ingestão de leite ou derivados. Para evitar que o intolerante à lactose tenha sua qualidade de vida reduzida, é possível fazer uso da enzima lactase. 

Saiba mais sobre os benefícios da suplementação de lactase 

Essa alternativa é amplamente recomendada para quando o paciente sabe que fará refeições na rua ou mesmo que realizará uma viagem e não conhece muitos restaurantes. Porém, é preciso recorrer ao especialista para que ele determine a quantidade adequada da suplementação para o intolerante à lactose, além de definir as melhores ações para a manutenção da sua qualidade de vida.

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Edir S. Porto Junior

Dr. Edir S. Porto Junior

Gastroenterologia

CRM: 5284183-8 / RJ

TAGS
intolerancia-a-lactose
intolerante-a-lactose
qualidade-de-vida

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Intolerante à lactose: o que fazer sobre a qualidade de vida?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.