Guia completo da vitamina D: conheça suas funções e quais as principais fontes!

  • +A
  • -A

Entre os nutrientes fundamentais para o bom funcionamento e desenvolvimento do nosso organismo, a vitamina D é um dos que mais se destaca! Também conhecida como vitamina do sol, o colecalciferol é uma substância importante para várias partes do corpo. Mas, afinal, quais são as funções da vitamina D? Quando a suplementação de vitamina D é necessária? Para responder essas e outras questões, a nossa equipe conversou com a médica de família Eloize Aparecida Dotta, que nos ajudou a montar um guia completo da vitamina D. Confira! 

Funções da vitamina D: quais são? Para que serve?

De acordo com a especialista em Medicina de Família e Comunidade, a relação entre  cálcio e vitamina D é muito importante e abrange sua principal função. “A função biológica mais importante e reconhecida, atualmente, da vitamina D é a estimulação da absorção intestinal de cálcio, em que participa ativamente no transporte desse mineral”, explica Dra. Eloize. Ou seja, é graças à vitamina D que o cálcio chega no sistema musculoesquelético, formando e fortalecendo ossos e dentes e prevenindo doenças como a osteoporose e a osteopenia

A vitamina D também cumpre papel essencial no sistema imunológico, ajudando a prevenir doenças oportunistas. Porém, Dra. Eloize explica que as funções ainda são um campo a se desvendar na Medicina: “Já foram descritos receptores de vitamina D em vários outros tecidos do corpo, como nas células dos sistemas imunológico e hematopoiético, nos músculos cardíaco, liso e esquelético, no cérebro, fígado, mama, endotélio, pele e nas glândulas endócrinas, levantando hipóteses das mais diferentes funções”. 

Como saber se estou com falta de vitamina D?

Por ser uma substância tão importante, a deficiência de vitamina D pode causar problemas de saúde. Por seus impactos no sistema imunológico, algumas doenças causadas pela falta de vitamina D podem incluir gripes e resfriados. Crises de asma também são comuns em pessoas com hipossuficiência do nutriente. Além disso, a falta de vitamina D pode causar problemas ósseos em crianças, como o raquitismo, além de deixar os ossos dos adultos mais frágeis. A hipovitaminose D, como é conhecida a baixa quantidade do nutriente, também pode causar fadiga constante, mal-estar, dor nos ossos e músculos e espasmos musculares. 

Onde encontrar a vitamina D? Conheça as fontes

De acordo com Dra. Eloize, a vitamina D é absorvida de duas formas pelo corpo humano. “A pré-vitamina D é produzida na pele, a partir do colesterol, tanto na camada dérmica quanto na epidérmica, por meio de fotorreação mediada pela luz solar, que gera a vitamina D3 (colecalciferol). Esse precursor também pode ser absorvido pelo intestino a partir de alimentos de origem animal, enquanto o precursor vitamina D2 é obtido por meio de alimentos de origem vegetal, ambos com atividade biológica equivalente no organismo”, diz a médica. O ideal para manter os bons níveis de vitamina D, portanto, é tomar sol pelo menos 15 minutos por dia e ter uma alimentação rica em peixes como atum, sardinha e salmão, além de ovos e laticínios.

Suplementação de vitamina D: mitos e verdades

A suplementação é uma ferramenta importante para quem está sofrendo com baixa vitamina D, mas Dra. Eloize lembra que é preciso ter cuidado: “No adulto, a suplementação da vitamina D deve ser feita pelo médico mediante evidência de deficiência observada por exame de dosagem sanguínea”. Isso é importante até para evitar o excesso de vitamina D no organismo, que também causa problemas de saúde. Confira alguns mitos e verdades sobre a reposição da vitamina D! 

– Reduz o risco de raquitismo: Verdade! “A crença de que a suplementação de vitamina D em crianças reduz o risco de raquitismo é uma verdade, apesar de a magnitude do benefício da suplementação universal ainda não estar estabelecida”.

– Reduz o risco de crises de asma: Verdade! “A crença de que a suplementação de vitamina D reduz o risco de crises de asma moderadas ou graves em crianças e adultos é uma verdade, mas as doses e as circunstâncias nas quais a vitamina D produz melhores efeitos ainda precisam ser melhor esclarecidas”.

– É indicada para gestantes: Verdade! “A crença de que a suplementação de vitamina D em gestantes promove melhores desfechos perinatais maternos e infantis parece ser, ao menos para os casos de pré-eclâmpsia, prematuridade e baixos peso, comprimento e circunferência cefálica ao nascer, uma verdade, mas a suplementação de vitamina D com cálcio pode aumentar o risco de prematuridade e as evidências atuais nesse assunto ainda são imprecisas e de baixa qualidade, sendo insuficientes para definir a sua significância clínica”.

– Previne quedas e fraturas em idosos: Mito! Dra. Eloize revela que esse não é um fato verdadeiro, “exceto quando associada ao cálcio, quando alcança efeitos marginais de redução de fraturas não vertebrais (incluindo fraturas de quadril) mesmo nas populações de alto risco (idosos institucionalizados)”.

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Eloize Aparecida Dotta

Dra. Eloize Aparecida Dotta

Medicina de Família e Comunidade

CRM: 92093 / SP

TAGS
suplementos
vitamina-d

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Guia completo da vitamina D: conheça suas funções e quais as principais fontes!"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.