A falta de cálcio na alimentação pode comprometer os ossos?


  • +A
  • -A
Imagem do post A falta de cálcio na alimentação pode comprometer os ossos?

O cálcio é um nutriente essencial para o crescimento e desenvolvimento, em geral, com destaque para a formação e manutenção dos ossos e dentes. Se ele não for ofertado devidamente durante a infância, pode haver déficit de crescimento durante a puberdade, além de maiores chances de se desenvolver sobrepeso, doenças ósseas, fraturas e osteoporose nas fases adulta e idosa.  

“As anormalidades na estrutura óssea que ocorrem pela deficiência de cálcio se relacionam com doenças como osteoporose, osteomalácia e raquitismo”, informa o pediatra Bruno Amaral. Segundo ele, além do crescimento e formação de ossos e dentes, o cálcio também está envolvido diretamente nos seguintes benefícios: transporte através das membranas celulares, ativação ou liberação de enzimas, coagulação sanguínea, contração muscular e transmissão de impulsos nervosos.

Importância nutricional do cálcio


O médico explica que aproximadamente 70% do peso corporal de um adulto é composto por cristais cálcio-fosfato, o que reforça o fato de que o cálcio é um dos principais nutrientes para o crescimento ósseo adequado. Quando não são ingeridas quantidades suficientes de cálcio na alimentação, ele é retirado dos ossos para manter outras funções mais nobres do organismo, o que é ruim para essas estruturas.

Estudos da última década e recomendações dietéticas têm enfatizado a importância nutricional do cálcio em crianças, especialmente naquelas em fase de rápido crescimento e de mineralização óssea. “A absorção e os requerimentos de cálcio variam conforme a faixa etária e as condições clínicas dos indivíduos. Em geral, quanto maior a necessidade e menor o fornecimento dietético, mais eficiente será a absorção”.

Para jovens até 18 anos, gestantes e lactantes, são recomendados 1.300mg/dia, o equivalente a cinco copos de leite de 200ml. Para a faixa entre 19 e 50 anos, são recomendados 1.000mg/dia, o equivalente a quatro copos de leite de 200ml. A partir dos 50 anos, a quantidade vai para 1.200mg/dia, ou quatro copos e meio de leite. 

Principais fontes alimentares de cálcio


Alimentos que são boas fontes de cálcio incluem leite pobre ou sem gordura, iogurte e queijos. Além de ser a maior fonte de cálcio, o leite ainda possui vitamina D e lactose, que aumentam a absorção do mineral. Outras fontes de cálcio são: vegetais de folhas verdes (como brócolis, couve e mostarda), cereais, grãos, frutas, carnes, sardinha, salmão e ostras. “Porém, é mais difícil conseguir que crianças consumam quantidades adequadas destes alimentos”.

Dr. Bruno Amaral é pediatra, especialista em Terapia Intensiva Pediátrica e formado em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). CRM-RJ: 52-84093-9

Foto: Shutterstock

TAGS
alimentacao
calcio
ossos
suplementos

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "A falta de cálcio na alimentação pode comprometer os ossos?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.