Como lidar com pacientes que não seguem tratamentos e agravam seus problemas?


  • +A
  • -A
Imagem do post Como lidar com pacientes que não seguem tratamentos e agravam seus problemas?

Tão importante quanto o diagnóstico de um problema de saúde é o entendimento, por parte do paciente, da importância de seguir as recomendações médicas para o tratamento. Sem os devidos cuidados, as medidas podem ser ineficazes e contribuir para a piora do quadro. Segundo o psiquiatra Miguel Angelo Boarati, a má adesão ao tratamento é comum em todas as especialidades médicas.

“Alguns estudos falam que 60% dos pacientes não seguem o tratamento conforme indicado pelo profissional. Essa atitude é o principal motivo para que a doença piore ou não melhore ao longo do tempo”, explica o especialista. Para ele, é fundamental investigar a adesão, principalmente nos casos em que não há melhoras ou com pioras súbitas sem causas justificáveis.

Como o médico pode estimular a adesão ao tratamento

 

A falta de adesão pode irritar o médico, mas é importante entender que esse fator está presente em vários tratamentos e costuma fazer parte do funcionamento interno do paciente. “Em adultos, o que se deve fazer é um processo de educação em saúde, informando de forma assertiva a importância de seguir o tratamento e os malefícios à saúde quando o indivíduo não se trata adequadamente”, afirma.

Já em pacientes com a capacidade crítica comprometida, como psicóticos ou portadores de demência, é possível fazer o uso de medicações injetáveis de depósito, que duram algum tempo no organismo. Em crianças e adolescentes, é possível também implicar o adulto que possui responsabilidade legal sobre eles.

Por que pacientes não seguem o tratamento?

 

De acordo Boarati, são vários os fatores que interferem na má adesão ao tratamento. Entre eles estão os efeitos colaterais causados pelos remédios, que devem sempre ser explicados pelo médico durante a consulta. Além disso, uma relação de pouca confiança entre médico e paciente, tratamento longo, depressão e outros transtornos mentais associados a doenças físicas e à crença de que a doença está controlada também contribuem para que o paciente não siga as medidas.

Dr. Miguel Angelo Boarati é psiquiatra formado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP e atende em São Paulo. CRM-SP: 85105

TAGS
medico
paciente
tratamento

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Como lidar com pacientes que não seguem tratamentos e agravam seus problemas?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.