A ingestão adequada de vitaminas e minerais durante a infância tem relação direta com a saúde na vida adulta?


  • +A
  • -A

A saúde na vida adulta depende, em parte, da alimentação estabelecida desde a infância, pois o tipo de nutrição oferecido à criança tem grande influência em seu desenvolvimento. O processo de crescimento ocorre nos primeiros anos de vida, então ele precisa acontecer adequadamente para que os indivíduos se tornem adultos saudáveis.

 

Nutrientes mais importantes para o crescimento e desenvolvimento infantil

 


“O desenvolvimento e crescimento dependem de um suporte de vitaminas e minerais adequados, o qual deve ser iniciado já na vida embrionária. A oferta de vitaminas e minerais permite ainda a prevenção de doenças, crescimento de células, formação de tecidos, reparos e toda a orquestra metabólica que envolve crescimento e desenvolvimento”, afirma a nutricionista Carla Cotta.

A especialista usa como exemplo o zinco, que é um mineral importantíssimo no processo de digestão e desenvolvimento neurológico, por exemplo. Ela menciona ainda cálcio e magnésio, fundamentais para o crescimento e estrutura óssea. “Quando ofertados em quantidades adequadas, eles podem se perpetuar de forma satisfatória na vida adulta. O silício e o fósforo também são essenciais na formação e sedimentação do tecido ósseo”, afirma.

 

Riscos da carência de nutrientes e suplemento como alternativa

 


Algumas carências em diversos minerais e vitaminas podem ser irreversíveis se não atendidas na infância e impactar no decorrer da vida adulta. “A carência dos minerais mais importantes (como os já citados cálcio, zinco, magnésio, entre outros)
e da vitamina D, principalmente, prejudica o crescimento ósseo e a prevenção de diversas doenças, como o raquitismo”, diz Carla.

Para que as crianças obtenham todas as vitaminas e minerais importantes para o seu desenvolvimento, elas devem receber uma alimentação variada, rica em frutas, legumes e verduras. Caso os pais encontrem dificuldade em fazer seus filhos comerem e isso implique em carência de nutrientes, a suplementação de minerais e vitaminas surge como alternativa, e deve ser conversada com o pediatra responsável pelas crianças.

 

Carla Cotta é nutricionista, graduada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e especialista em Nutrição Clínica Funcional pela UNICSUL. CRN4 02100097 – Site oficial

Foto: Shutterstock

TAGS
alimentacao
nutricao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "A ingestão adequada de vitaminas e minerais durante a infância tem relação direta com a saúde na vida adulta?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.