TOC infantil: como identificar os sinais em crianças?


  • +A
  • -A

O TOC, transtorno obsessivo-compulsivo, é uma doença caracterizada por pensamentos obsessivos que atrapalham a rotina e que são aliviados por meio das compulsões, comportamentos e rituais repetitivos. A doença é vista com mais frequência entre os adultos, mas também afeta as crianças. Por isso, é importante que pais e responsáveis saibam como identificar os principais sinais do transtorno.

Nas crianças com TOC, é mais fácil perceber as compulsões


“A idade média de início do TOC é 19 anos. Entretanto, o quadro pode ter início na infância, sendo que, em 25% dos pacientes, tem início antes dos 14 anos”, afirma a psiquiatra Érika Mendonça de Morais. Nos casos precoces, são os meninos que têm o maior risco de desenvolver a doença, respondendo por 50% a 75% dos casos.

A atenção dos pais, professores e responsáveis é fundamental para diferenciar os sintomas do TOC de manias comuns na infância e na adolescência. “Na infância, as compulsões, comportamentos feitos para aliviar as obsessões, são mais facilmente diagnosticadas, pois as crianças nem sempre conseguem falar sobre as obsessões”, explica a profissional.

Crianças têm obsessões ligadas à perda de familiares


O TOC, ao contrário das manias,
causa sofrimento à criança, atrapalhando sua rotina, seja em casa ou na escola, e prejudicando toda a dinâmica da família. Um exemplo comum é a criança que não aceita usar a borracha para apagar um erro no caderno e acaba rasgando toda a folha. Há casos também de rituais realizados na hora de fazer o dever de casa.

Quanto ao conteúdo das obsessões e das compulsões, a especialista diz que é possível observar diferenças relacionadas aos estágios do desenvolvimento do indivíduo. As crianças, por exemplo, têm mais pensamentos obsessivos ligados a acidentes ou à perda de pessoas próximas. Elas se preocupam exageradamente com os pais, sem que haja motivo.

Dra. Érika Mendonça de Morais é psiquiatra formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e atua em São Paulo. CRM-SP: 124933

Foto: Shutterstock

TAGS
psicologico
toc

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "TOC infantil: como identificar os sinais em crianças?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.