Quais hábitos podem prejudicar a imunidade infantil?

  • +A
  • -A

A imunidade é fundamental para a saúde das crianças, pois ela é quem garante a defesa contra doenças infecciosas oportunistas. Em muitos casos, porém, a imunidade infantil pode ser prejudicada por hábitos do cotidiano que passam despercebidos por pais e responsáveis. Para clarear um pouco mais esse assunto, conversamos com a pediatra Aline Fregni, que indicou os principais fatores que prejudicam a defesa do organismo e explicou como aumentar a imunidade infantil. Confira! 

Vacinação atrasada e sedentarismo afetam a imunidade dos pequenos

Para começar, é importante entender que principalmente nas crianças pequenas, é normal ficar doente com uma frequência maior. “O sistema imunológico das crianças com menos de 2 anos ainda não se desenvolveu completamente, sendo considerado imaturo. Ao nascer, as células de defesa dos bebês dependem da alimentação da mãe durante a gestação e das vacinas que ela recebeu”, explica Dra. Aline.

Após os 2 anos, a frequência de infecções deve regredir naturalmente. Se isso não ocorrer, porém, pode ser um sinal de que a defesa do organismo não está trabalhando da forma esperada e a rotina dos pequenos pode ter tudo a ver com isso. “Ao longo da vida da criança, alguns hábitos podem prejudicar a sua imunidade. São eles: consumo de alimentos industrializados, sedentarismo, sono de má qualidade, vacinas atrasadas, poluição, higiene pessoal inadequada, pouco contato com a natureza, exposição ao tabaco e confinamento em locais fechados”, comenta a especialista. 

Zelosos, alguns pais acabam cercando as crianças pequenas de proteção contra qualquer germe e bactéria, mas é bom lembrar que a higienização em demasia também pode ser prejudicial na criação de anticorpos contra doenças infecciosas. Por isso, o ideal é criar os pequenos em ambientes higienizados, mas que possibilite a eles ter contato com o mundo para que o organismo crie seu próprio sistema de defesa. 

Como melhorar a imunidade infantil? Pediatra dá dicas

Quando se trata da primeira infância, o que é bom para imunidade baixa infantil é a amamentação, que tem papel fundamental nesse processo, pois é ela quem vai fornecer os primeiros recursos de autodefesa do corpo. “Com o tempo, por meio do leite materno, o bebê recebe anticorpos e nutrientes que contribuem para prevenir alergias e infecções”, comenta a pediatra. Por isso, recomenda-se que a lactante tenha uma dieta rica em legumes, verduras e frutas, vitaminas e minerais, além de evitar o consumo de bebidas alcoólicas e produtos industrializados.

Antes de recorrer a uma vitamina infantil para aumentar a imunidade, rever os hábitos e cuidados diários da criança é uma boa maneira de começar. “Dessa forma, para fortalecer a imunidade das crianças, os pais devem promover hábitos de vida saudáveis, como o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses e complementar até os 2 anos; alimentação natural, diversificada e equilibrada; higienização dos alimentos; atividades físicas regulares; contato com a natureza e exposição ao sol; sono de qualidade; higiene pessoal; vacinas em dia e consultas regulares no pediatra”, recomenda Dra. Aline. É importante lembrar que o uso de remédio para aumentar a imunidade infantil só pode ser feito com prescrição médica. 

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Aline Fregni Caetano

Dra. Aline Fregni Caetano

Pediatria

CRM: 150985 / SP

TAGS
imunidade

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Quais hábitos podem prejudicar a imunidade infantil?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.