A partir de que idade o zinco deve fazer parte da dieta na infância?


  • +A
  • -A

O zinco é um elemento essencial para o crescimento e desenvolvimento, tanto que sua deficiência na infância compromete diretamente este processo. Portanto, é fundamental que a oferta de zinco para as crianças seja feita o mais cedo possível, com uma alimentação rica no nutriente e até mesmo com suplementação, caso o nível ideal do mesmo não seja obtido somente por meio da dieta.  

“O crescimento ocorre por meio da divisão celular e requer a participação de DNA, RNA e síntese proteica. O zinco participa de uma variedade de processos celulares como co-fator para inúmeras enzimas, tem funções catalíticas, estruturais e reguladoras, influenciando a expressão dos genes por meio de fatores de transcrição. E várias enzimas associadas à síntese de DNA e RNA são dependentes de zinco”, explica o pediatra Bruno Amaral.

Principais fontes alimentares do zinco


De acordo com o médico, o zinco é encontrado em altas concentrações na matriz óssea. Acredita-se que ele seja necessário para a atividade osteoblástica (das células que produzem a matriz óssea) adequada, ou seja, para a formação dos ossos e calcificação. “É essencial para o crescimento e na adolescência sua retenção pelo organismo aumenta muito durante o estirão puberal”.

Dr. Bruno destaca dentre as fontes alimentares de zinco as seguintes opções: carne bovina, peixe, aves, leite, queijos, frutos do mar, cereais de grão integrais, germe de trigo, feijões, nozes, amêndoa, castanha de caju e semente de abóbora. “Sua absorção, que acontece principalmente no intestino delgado, pode ser prejudicada pela presença de fitato, oxalato, tanino e polifenóis. Estes são encontrados nas dieta rica em cereais refinados e pão não-fermentado”.

Consequências da deficiência e do retardo da implementação do zinco na dieta


Os sintomas observados na deficiência de zinco incluem lesões de pele, queda de pelos, diarreia, anorexia, retardo do crescimento, hipogonadismo e alteração na função imune. “Os ossos em animais com deficiência de zinco são mais finos e fracos, com diminuição de todos os componentes celulares, resultando em diminuição da formação e aumento da reabsorção óssea”.

O retardo na introdução do nutriente na alimentação complementar também pode predispor à carência do mineral, já que seus níveis no leite materno caem progressivamente. “A carência de zinco no período gestacional está relacionada com aborto espontâneo, redução do crescimento intrauterino, nascimento pré-termo, pré-eclampsia, prejuízo na função dos linfócitos T, anormalidades congênitas, como atraso no desenvolvimento do sistema nervoso e prejuízo imunológico fetal”.

Dr. Bruno Amaral é pediatra, especialista em Terapia Intensiva Pediátrica e formado em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). CRM-RJ: 52-84093-9

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
alimentacao
zinco

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "A partir de que idade o zinco deve fazer parte da dieta na infância?"

Fatima Moreira

Meu filho tem 9anos, idade óssea de 6, agora que ja sei do zinco nos alimentos, tenho uma dúvida, antes de dormir é para dar o zinco?

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Fatima, se o seu filho estiver utilizando uma suplementação, orientamos você a administrar o medicamento no horário que o médico estabeleceu. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.