Criança protegida: Saiba como aumentar a imunidade infantil!

  • +A
  • -A

No início da vida, a imunidade infantil ainda está em formação. O sistema imunológico só atinge a maturidade na pré-adolescência – quando o indivíduo já se expôs bastante às influências externas e está com o esquema vacinal adiantado. Antes disso, é importante redobrar os cuidados com a saúde dos pequenos para evitar a recorrência de doenças e infecções. O pediatra Valderi Júnior dá algumas dicas de como aumentar a imunidade das crianças com a adoção de hábitos no dia a dia e, assim, deixá-las mais protegidas contra as ameaças do mundo. Confira!

O que é bom para aumentar a imunidade infantil?

O sistema imunológico infantil age em defesa das crianças ao oferecer uma resposta programada a ameaças externas, como bactérias, vírus e outros agentes infecciosos. Segundo Dr. Valderi, ele sofre a influência direta de um conjunto de fatores: “Desde genética, alimentação, atividade física e qualidade do sono até alguma doença congênita ou comorbidade que a criança venha a apresentar”. 

Por isso, para saber como aumentar a imunidade da criança, é preciso abordar todo o estilo de vida da família. “Medicações para fortalecer o sistema imunológico só são utilizadas em casos muito específicos de algumas doenças, mas, a grosso modo, é boa alimentação, boa qualidade de sono e outros hábitos saudáveis”, orienta o pediatra. Uma rotina sem estresse, contato com a natureza e prática de exercícios físicos também são importantes. 

Alimentação para aumentar a imunidade infantil deve ser balanceada

Dr. Valderi destaca que uma alimentação balanceada, rica em vitaminas e sais minerais, é o suficiente para manter a imunidade infantil satisfatória: “Devemos incluir no cardápio muitas frutas, muitas verduras… Não precisa ser nada esdrúxulo! É a história do prato colorido na hora do almoço e do jantar: com arroz, feijão e diversas verduras. Este é um prato balanceado, que consegue alimentar bem a criança”.

“A gente deve evitar tudo o que for processado – incluindo refrigerantes e bebidas gaseificadas, de modo geral – e tentar limitar o consumo de açúcar. É difícil criar uma criança totalmente isenta, porque ela está exposta ao meio. Mas, é importante que você regre, consiga fazer com que ela tenha horários e dias específicos para ter esse aporte maior de açúcar”, recomenda o médico. 

Vacinação e acompanhamento médico também são fundamentais

Garantir à criança um estilo de vida saudável é o primeiro passo para fortalecer a imunidade infantil. No entanto, estes cuidados adotados em casa devem ser aliados a um acompanhamento médico adequado. “Diversas doenças da infância podem ser tratadas de forma preventiva usando a vacinação. Portanto, as vacinas devem estar em dia”, ressalta Dr. Valderi. 

Além disso, o pediatra salienta a importância das consultas de puericultura – subespecialidade da Pediatria dedicada ao desenvolvimento de crianças e adolescentes. “Com as consultas de puericultura, o médico consegue saber se o paciente está se desenvolvendo física e psiquicamente dentro do que é esperado. O profissional consegue avaliar a imunidade da criança, de acordo com a quantidade de doenças que ocorreram durante períodos de 1 ano ou 6 meses, entre outros fatores”, acrescenta o especialista. Todas estas precauções são essenciais para aumentar a imunidade infantil.  

Para saber mais sobre o assunto, não deixe de conferir nossa matéria sobre a importância de seguir o calendário de vacinação infantil!

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Valderi de Sousa Júnior

Dr. Valderi de Sousa Júnior

Pediatria

CRM: 6616 / CE

TAGS
imunidade

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Criança protegida: Saiba como aumentar a imunidade infantil!"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.