O que é a síndrome do intestino irritável?

  • +A
  • -A

síndrome do intestino irritável é um distúrbio digestivo e caracterizado por alterações motoras e sensitivas do intestino, ligadas ao sistema nervoso central. Por se tratar de um distúrbio funcional, a gastroenterologista Caroline Camargo afirma que o problema não é frequentemente observado em exames laboratoriais, radiografias nem em endoscopias.

Síndrome do intestino irritável provoca dor e diarreia


A síndrome altera as contrações dos músculos que revestem o intestino, que podem ser mais fracas ou mais fortes, além de aumentar sua duração, interferindo na digestão do alimento. “O principal sintoma da síndrome do intestino irritável é a dor abdominal crônica e recorrente, associada à alteração do hábito intestinal, podendo ter padrão de diarreia ou de constipação”, aponta a médica. Outro sintoma do problema é o aumento da flatulência.

A síndrome do intestino irritável é uma doença cujas causas ainda não foram totalmente esclarecidas. “Entretanto, admite-se que o distúrbio tenha um caráter multifatorial, consequente a anormalidades do eixo cérebro-intestino, como hipersensibilidade visceral, alteração da microbiota intestinal, fatores psicossociais e imunológicos”, explica Caroline. Alguns alimentos, como feijão, leite, chocolate e especiarias, também costumam estar envolvidos no surgimento de sintomas da síndrome.

Mudanças na alimentação ajudam a tratar a síndrome do intestino irritável


Segundo a profissional, o controle da síndrome do intestino irritável começa com um bom relacionamento entre o médico e o paciente. O especialista deve tranquilizar seu paciente em relação ao caráter benigno da doença. O tratamento da síndrome envolve uma série de medidas que visam aliviar os sintomas e, assim, reduzir o desconforto.

“O tratamento da síndrome é realizado por meio de medicamentos, utilizados nos períodos sintomáticos da doença, visando corrigir alterações da motricidade intestinal e hipersensibilidade visceral, além de probióticos e psicoterapia”, destaca a gastroenterologista. Alguns alimentos que podem desencadear ou contribuir para o surgimento dos sintomas também devem ser evitados.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Caroline Camargo

Dra. Caroline Camargo

Gastroenterologia

CRM: 52-92904-2 / RJ

TAGS
alimentacao
diarreia

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

8 comentários para "O que é a síndrome do intestino irritável?"

Marli Mendonça

Adorei a matéria. Muito esclarecedora.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Marli, ficamos felizes por você ter apreciado a matéria. Abraços.

Sandra Santana

Excelente matéria.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Sandra, ficamos felizes que você tenha gostado. Abraços.

Ivonildes Ana da Costa

Bom dia doutoria peço uma ajuda ….faz alguns dias que venho tenho muito cólica no intestino e um barulho na barriga … acompanhado de fortes gases … passei no médico pedir uma colonoscopia … ele achou melhor fazer a tomografia …abedome total …. ele me falou que esse exame ver tudo até o intestino …fiz a tomografia não Deu nada …..e contenui sentindo a mesma coisa … tenho refluxo pode ser do reflexo ….qual exame acharia melhor Eu fazer?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Ivonildes. Os exames devem ser solicitados pelo profissional. Desta forma, o ideal é você retornar em consulta e relatar ao médico que os incômodos ainda persistem, para que seja reavaliado pelo mesmo e analisado meios de tratamento que visa amenizar estes sintomas. Estimamos melhoras!

Cristiane

Olá ! Eu tenho diagnóstico anterior a gestação de síndrome do intestino irritável mas agora grávida está pior eu tenho cólicas todos os dias elas vem e vão as vezes fracas e as vezes mais intensas ! Já fui na obstetra e não tem relação com útero ! O que pode ser feito durante a gestação pra aliviar essas cólicas ?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Cristiane. A síndrome do intestino irritável é um distúrbio digestivo e caracterizado por alterações motoras e sensitivas do intestino, ligadas ao sistema nervoso central. “O tratamento da síndrome é realizado por meio de medicamentos, utilizados nos períodos sintomáticos da doença, visando corrigir alterações da motricidade intestinal e hipersensibilidade visceral, além de probióticos e psicoterapia”, destaca a Dra. Carolina Camargo na matéria. Alguns alimentos que podem desencadear ou contribuir para o surgimento dos sintomas também devem ser evitados. Neste caso deve verificar com o especialista o melhor tratamento para seu caso e quais alimentos evitar. Estimamos melhoras.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.