Como o diagnóstico da intolerância à lactose pode melhorar a qualidade de vida?

  • +A
  • -A

O diagnóstico da intolerância à lactose, condição bastante comum tanto no Brasil quanto no mundo, é feito a partir de uma análise dos sintomas apresentados por uma pessoa, além de exames laboratoriais e/ou um exame respiratório. Descobrir o problema contribui consideravelmente para a melhora da qualidade de vida de uma pessoa. Entenda como isso é possível!

Diagnóstico da intolerância à lactose ajuda a evitar sintomas


Após o diagnóstico, os indivíduos iniciam a restrição da ingestão da lactose e/ou ingestão de comprimidos contendo a enzima lactase, quando a ingestão de lactose for inevitável”, afirma a gastroenterologista Amanda Pereira Medeiros. A lactase é a responsável por quebrar a lactose e tornar o seu consumo possível. “Estes cuidados farão com que acabem os sintomas, que são bastante desconfortáveis”, continua a médica. 

De acordo com o Ministério da Saúde, os principais sintomas da intolerância à lactose são gases, distensão e dores abdominais, náuseas e diarreia. Esses sintomas surgem porque, após a ingestão de leite ou derivados, uma pessoa intolerante não é capaz de digerir a lactose, principal açúcar do leite.

No entanto, com o diagnóstico da intolerância à lactose, é possível mudar alguns hábitos da rotina para se adaptar à condição. É válido destacar que as pessoas podem tolerar quantidades distintas de lactose sem apresentar sintomas, sendo importante realizar uma avaliação individual. “É possível comprar laticínios sem lactose (normalmente estes são acrescentados da enzima lactase) e os intolerantes devem se acostumar a ler os rótulos de alimentos, como pães, bolachas e biscoitos, para conhecer os que contêm lactose”, recomenda a especialista.

Nem sempre é possível evitar o consumo de lactose

 

Selecionar alimentos sem lactose para o consumo nem sempre é viável. Existem ocasiões em que não é possível realizar essa escolha, como em festas de aniversário e de casamento, encontros com amigos e almoços em família. 

Nestes casos, com o diagnóstico da intolerância à lactose, é possível recorrer à suplementação de lactase, como explica a médica: “Caso a ingestão seja difícil de ser evitada, o indivíduo deve ingerir a enzima lactase por via oral. Se os cuidados forem bem realizados, os sintomas indesejáveis diminuirão”. 

Além disso, em cidades pequenas do interior, por exemplo, não são todos os mercados que disponibilizam produtos livres de lactose em suas prateleiras. Por isso, é importante que cada pessoa descubra qual é o seu grau de intolerância, provando diferentes quantidades de alguns alimentos com lactose e utilizando a enzima lactase quando necessário.

 

Dados do Ministério da Saúde: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/88lactose.html

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Amanda Medeiros

Dra. Amanda Medeiros

Gastroenterologia

CRM: 20085 / SC

TAGS
intolerancia-a-lactose

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Como o diagnóstico da intolerância à lactose pode melhorar a qualidade de vida?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.