O que são convulsões febris? Essa complicação é perigosa?


  • +A
  • -A

O termo convulsão febril se refere à ocorrência de convulsão em crianças saudáveis entre seis meses e seis anos, durante episódios de febre. Os casos, em sua maioria, são breves e param sem que seja necessária alguma intervenção. Mesmo assim, causam grande preocupação e angústia aos pais e exigem ida frequente à emergência.

 

Características das convulsões febris

 

“As convulsões febris, apesar de assustadoras para os pais, não causam lesões cerebrais na criança e nem estão associadas a um maior risco de déficit cognitivo ou ao desenvolvimento de epilepsia. Após a convulsão, o ideal é levar a criança para ser examinada pelo médico, para que seja realizado a investigação da causa da febre e avaliado a necessidade de realizar demais exames”, informa o clínico geral Caio Matsubara.

Na maioria dos casos, ocorre um episódio único de convulsão. Em apenas 25% dos casos pode haver um novo episódio. Durante a convulsão, a criança perde os sentidos, revira os olhos, contrai o corpo e começa a tremer braços e pernas. “O uso de medicamentos anti-epilépticos não evita a recorrência da doença e não está bem provado que a utilização de antitérmicos previna a convulsão febril”, alerta Matsubara.

 

Tratamento das convulsões febris

 

O tratamento dos episódios de convulsão febril depende da gravidade e do tempo de convulsão. Em todos os casos, é importante procurar não entrar em pânico e anotar a hora em que começou e terminou a crise. Se por acaso houver convulsões com duração maior do que 15 minutos, pode ser necessário utilizar medicamentos prescritos pelo pediatra/neurologista.

“Recomenda-se aos pais alguns cuidados quando o filho tem convulsão febril, tais como não colocar nada na boca da criança, deitá-la de lado durante a crise e tentar baixar a febre dela após o episódio com o uso de antitérmicos e compressas mornas”, afirma o médico. Nos casos em que não é a primeira vez que ocorre a convulsão, os pais podem utilizar medicamentos próprios para auxiliar no controle do episódio.

 

Dr. Caio Matsubara é clínico geral graduado em medicina pela UEL (Universidade Estadual de Londrina) e possui residência em clínica médica também pela UEL. CRM-PR: 33753

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
dores-no-corpo
gripe

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "O que são convulsões febris? Essa complicação é perigosa?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.