O muco gerado em uma gripe pode chegar aos pulmões?


  • +A
  • -A

Uma das consequências da gripe é a produção nas vias aéreas do muco, substância que faz a função de filtro, impedindo a entrada de partículas indesejadas no organismo. Esse muco, popularmente conhecido como catarro, pode chegar aos pulmões, provocando riscos. Segundo o pneumologista Alexandre Kawassaki, o principal deles é o desenvolvimento de pneumonia

Dicas para evitar que o excesso de muco vá para os pulmões


“O muco gerado nas vias aéreas superiores (nariz e garganta) pode escorrer pela parte posterior da garganta, entrar na traqueia e chegar até os pulmões. Em casos mais intensos, o muco da gripe pode ser produzido na região dos brônquios, que já são as vias aéreas dentro dos pulmões”, explica.

Para evitar o excesso de muco nos pulmões, o médico aconselha ingerir bastante líquido para fluidificar o muco; fazer lavagem nasal nos casos de rinite e sinusite; fazer inalação com soro fisiológico quando se nota excesso de muco nas vias respiratórias; e evitar medicações que reduzam o reflexo da tosse quando esta é produtiva (com presença de muco).

Tosse é aliada no combate ao acúmulo de muco


“É importante ter em mente que a tosse é um mecanismo de defesa do nosso sistema respiratório que previne o acúmulo de secreção, então não deve ser inibida. Isso pode ser feito apenas em casos específicos”, recomenda Kawassaki.

Apesar da tosse ser a principal forma para expulsar e impedir que o muco se concentre nos pulmões, há um outro mecanismo, menos conhecido, que também ajuda nesse sentido. Trata-se do movimento ciliar. “Nas células do nosso sistema respiratório há cílios microscópicos que empurram o muco até a garganta, onde ele é engolido”, explica o médico.

A tosse contribui, portanto, para que o muco não se acumule e vá parar nos pulmões. Por isso, o ideal é eliminar o excesso de secreção com as medidas já citadas (lavagem nasal, ingerir bastante líquido, etc.).

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Alexandre de Melo Kawassaki

Dr. Alexandre de Melo Kawassaki

Pneumologia

CRM: 117803 / SP

TAGS
gripe
respiracao
tosse

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "O muco gerado em uma gripe pode chegar aos pulmões?"

Raquel Souza

Há cinco dias, comecei sentir um forte incômodo no tórax, como se eu estivesse tomado soda cáustica. Isso depois de eu ter comido um cubinho de abacaxi muito duro e ácido! Desde então, foi piorando o quadro e meus brônquios produziram secreção, tive febre passageira de 38, 5° fiquei com fraqueza muscular, inapetência e chiado nos peito e hoje fui submetida a um exame clínico e recebi o diagnóstico de bronquite asmática. Fui medicada com nebulização com corticosteróide (três sessões) no intervalo de 20/20 min. E na sequência, farei de 6/6 há por 5 dias. Descobri que sempre fui asmática, agora aos 54 anos. Triste, não? Mas tá bom.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Raquel. É realmente triste, quando descobrimos algo deste tipo, entendemos sua situação e ficamos muito felizes em saber que já esteja em tratamento. Seguindo as orientações do médico, conseguirá melhorar a qualidade de vida e ter um bom controle do problema. Siga as orientações do médico que vamos torcer por você! Até a próxima.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.