Qual é a frequência ideal da higiene nasal para ajudar a prevenir infecções?


  • +A
  • -A
Imagem do post Qual é a frequência ideal da higiene nasal para ajudar a prevenir infecções?

A higiene nasal é uma prática descrita há mais de cinco mil anos na medicina tradicional indiana. Segundo a otorrinolaringologista Isabela Oliveira, ela é feita devido aos efeitos positivos na função respiratória, além de um maior bem-estar físico e mental. Sua importância é tanta que, ainda hoje na medicina ocidental, a lavagem nasal é incentivada como forma de prevenção e para auxiliar no tratamento de diversas infecções respiratórias, como a rinite e a sinusite.

Por que é importante higienizar o nariz?

O nariz e os seios paranasais são extensas superfícies recobertas de mucosa e que são responsáveis pelo equilíbrio da temperatura e da umidade do ar inspirado. Neste tecido, são encontrados cílios microscópicos que se movimentam harmoniosamente para remover o muco para fora do corpo. Mas, com o nariz sujo, diversas toxinas produzidas por bactérias e vírus causam a redução do batimento ciliar e atrapalham o funcionamento do sistema respiratório.

“A diminuição do movimento dos cílios causa acúmulo de secreções mais espessas que normal, aumentando a predisposição à instalação de processos infecciosos”, alerta a profissional. Com a lavagem nasal, há uma melhora do funcionamento dos cílios, com a remoção do muco nasal, secreções purulentas e restos de células, além da redução de inflamações na mucosa e do número de crises e infecções em pacientes que têm alergias.

Higiene nasal pode ser feita diariamente


De acordo com a médica, é recomendado realizar a higiene nasal todos os dias. “O nariz está em constante contato com o meio externo. Se o objetivo é apenas umidificar a mucosa porque o tempo está seco, bastam cerca de três vezes diárias, mas se o paciente está resfriado e com muita secreção, o ideal é de oito a dez vezes ao dia”, afirma a especialista, que complementa dizendo que cada caso deve receber orientações específicas.

A higiene nasal deve ser feita com soro fisiológico 0,9% em temperatura ambiente, podendo ser spray, jato contínuo ou com uma seringa com soro. Caso opte pela seringa, é importante tomar cuidado para evitar possíveis contaminações. Lave-a bem com água e detergente e ferva caso pretenda utilizá-la por alguns dias. Dr. Isabela não aconselha reutilizar a seringa por mais de cinco dias.

Dra. Isabela Oliveira é otorrinolaringologista formada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e atua em Curitiba (PR). CRM-PR: 29507

Foto: Shutterstock

TAGS
alergias-respiratorias
gripe
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Qual é a frequência ideal da higiene nasal para ajudar a prevenir infecções?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.