Varizes na gravidez: Por que gestantes têm mais predisposição à doença?

  • +A
  • -A

As varizes se caracterizam por uma dilatação anormal das veias causada por problemas na circulação sanguínea e, por isso, podem causar dor e desconforto intensos, além de cansaço e fraqueza em regiões como pernas e panturrilhas. Para as gestantes, a situação é ainda mais complicada: elas têm maior predisposição ao surgimento da doença. O angiologista Ricardo Nobili nos ajudou a entender melhor porque isso acontece e como cuidar das varizes na gravidez. Confira!

Alterações hormonais podem causar varizes na gestação

De acordo com o médico, a gravidez é um período em que muitas alterações hormonais acontecem, facilitando o surgimento das varizes. Somando o aumento do peso corporal e a compressão das veias ilíacas pelo útero, esse problema tem maior tendência a surgir, até mesmo de formas diferentes

“Podem surgir varizes pélvicas na gravidez, causando dores”, explica Dr. Nobili, que completa: “Se a paciente engravidar já com quadro de varizes, certamente elas vão aumentar bastante até o final da gestação”. O angiologista também enfatiza que as varizes podem se romper e, com isso, aumentar o risco de ocorrência de uma trombose. Por isso, é importante que a gestante esteja alinhada com o seu ginecologista obstetra, que pode encaminhá-la para um especialista. 

Como é o tratamento de varizes na gravidez?

Apesar de ser uma predisposição, a incidência de varizes na gravidez pode ser evitada com alguns hábitos saudáveis, de acordo com Dr. Nobili. Se já há um histórico do problema, o ideal é procurar ajuda médica o quanto antes. “Primeiramente, eu sempre aconselho as pacientes a tratar as varizes antes de engravidarem”, explica o especialista. O tratamento pode ser feito com remédio para varizes ou outros tipos de terapia associados, como meias de compressão

Apesar de não ser uma contraindicação absoluta, a cirurgia de varizes (escleroterapia) não é a melhor indicação de tratamento para gestantes, pois pode causar riscos para o bebê e para a mãe. Porém, cada caso é um caso. Somente o médico poderá avaliar os prós e contras da intervenção cirúrgica para a gestante. O importante é que a grávida mantenha uma alimentação saudável, faça acompanhamento pré-natal e exercícios físicos dentro de seu limite. 

Como evitar varizes na gravidez?

É possível evitar as varizes com recomendações médicas simples: “Durante a gravidez, o ideal é evitar engordar além do necessário, praticar atividades físicas próprias para gestantes, usar meia elástica durante toda a gestação e elevar um pouco o leito para dormir”. Mesmo com o transtorno e o desconforto, as varizes na gravidez somem depois, na grande maioria dos casos, de forma gradual, em até seis meses após o momento em que a mulher deu à luz. 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Ricardo Nobili

Dr. Ricardo Nobili

Angiologia

CRM: 31788-7 / RJ

TAGS
circulacao
varizes

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Varizes na gravidez: Por que gestantes têm mais predisposição à doença?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.