Gestantes vegetarianas: o ômega 3 pode ser encontrado em alimentos de origem vegetal?


  • +A
  • -A

O ômega 3 é um nutriente importante para diversas funcionalidades do organismo em qualquer idade, mas na gravidez ganha ainda mais relevância, já que promove diversos benefícios ao feto, como desenvolvimento cerebral e redução das chances de parto prematuro espontâneo. Ele pode ser encontrado em diversos alimentos, inclusive nos de origem vegetal.   

 

Alimentos de origem vegetal ricos em ômega 3

 


Sem dúvidas o ômega 3 está presente em vegetais. Alguns deles seriam: linhaça, chia, óleo de linhaça prensado à frio, algas (microalgas), nozes, amêndoas e amendoins. Normalmente, com as sementes de linhaça é possível contemplar as quantidades ideais de ômega 3”, aponta a nutricionista Carla Cotta.

Os vegetais de folhas verdes também são fontes interessantes de ômega 3. Brócolis, espinafre, alface e repolho verde são alguns exemplos. Para aqueles que não comem nenhum alimento de origem animal, ter opções vegetais ricas em ômega 3 é bom, mas para quem não segue esse tipo de dieta restritiva, os vegetais também são recomendados. A associação destes alimentos com outras fontes de ômega 3, como peixes (sardinha, salmão, atum), é mais do que indicada.

 

Suplementação é essencial para grávidas que não atingem nível ideal de ômega-3 na alimentação

 


Segundo a especialista, apesar de existir a oferta necessária de ômega 3 nos vegetais, o consumo destes não atende ao recomendado para o dia a dia das grávidas. “
As quantidades consumidas por grávidas de alimentos de origem vegetal ricos em ômega 3 normalmente são inadequadas. Caso a oferta das sementes, óleos vegetais e oleaginosas não contemple as quantidades ideais do nutriente, pode ser recomendada a suplementação”, afirma. “O ômega 3 também é fundamental no período da lactação, pois há demanda de ômegas por parte da mãe e do lactente”.

A suplementação pode propiciar os benefícios do ômega 3 à gestante e ao feto, como o adequado desenvolvimento cognitivo (que continua ocorrendo mesmo depois do nascimento, com o nutriente chegando ao bebê pelo leite materno) e a redução do risco da depressão pós-parto

 

Dra. Carla Cotta é nutricionista, graduada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e especialista em Nutrição Clínica Funcional pela UNICSUL. CRN4 02100097 – Site oficial

Foto: Shutterstock

TAGS
alimentacao
gravidez
nutricao
suplementos

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Gestantes vegetarianas: o ômega 3 pode ser encontrado em alimentos de origem vegetal?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.