Grávidas podem andar de moto ou bicicleta durante a gestação?


  • +A
  • -A

A gravidez é um período muito especial e transformador para uma mulher e para as pessoas próximas. Mas, a chegada de um novo membro na família requer uma série de cuidados durante todos os nove meses de gestação, tanto para proteger a saúde da mãe quanto para garantir que o bebê se desenvolva de forma adequada. E uma das principais dúvidas que surgem durante esse processo é se as grávidas podem andar de moto e bicicleta.

Traumas ao cair de moto põem vida do bebê em risco


De acordo com o ginecologista e obstetra Edilson Ogeda, não há uma contraindicação ao uso desse tipo de transporte. “Não existem riscos relacionados às atividades em si, mas sim ao que um trauma decorrente de uma queda poderia trazer de complicações à gestação”. Antes de andar, portanto, a gestante deve estar ciente dos riscos que corre.

Existem alguns problemas que uma queda pode gerar tanto para a mulher quanto para o bebê. “Depende de três fatores: intensidade do trauma, tempo de gravidez e se o impacto é direto no abdômen. Os mais frequentes são perda do bebê por abortamentos e descolamento prematuro de placenta”, explica o profissional.

Queda de bicicleta oferece mais riscos no fim da gravidez


Durante a gestação, o centro de gravidade muda e a gestante perde o equilíbrio com mais facilidade, aumentando consideravelmente as chances de cair de moto ou bicicleta. Os riscos são ainda maiores no fim da gravidez, com o bebê já em estágio avançado de desenvolvimento e com uma maior quantidade de sangue no útero, o que pode piorar a hemorragia em caso de acidentes.

Segundo Ogeda, andar de carro de maneira prudente, respeitando a sinalização, utilizando o cinto de segurança e se antecipando a eventuais imprudências de outros motoristas ainda é a melhor forma da gestante se locomover no dia a dia.

Para as que insistirem, o jeito é se prevenir: ao andar de moto ou bicicleta, utilize equipamentos de proteção e tente proteger a barriga de impactos. Além disso, conduza sempre em velocidade baixa e, em caso de queda, procure ajuda médica imediatamente.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Edilson Ogeda

Dr. Edilson Ogeda

Ginecologia e Obstetrícia

CRM: 67091 / SP

TAGS
gravidez

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Grávidas podem andar de moto ou bicicleta durante a gestação?"

Eunice

Sou carteira e trabalho de bicicleta. E essa semana descobri que estou grávida de 5 semanas. Estou indo bem devagar pra não fazer mal pra mim nem pro bebê. Mas o serviço não rende. E estou receosa pois é meu primeiro filho e tenho mais de 35 anosO que devo fazer?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá, Eunice. É indispensável que converse com o médico que acompanha sua gestação para verificar se sua gravidez é de risco, e caso necessário, indique o afastamento do trabalho. Não há riscos na atividade (andar de bicicleta ou motocicleta) mas sim referente aos traumas decorrentes dela, em caso de queda. O ideal seria você se locomover de automóvel, caso não seja possível, é importante usar equipamentos de proteção e continuar em baixa velocidade, e em caso de queda, procure atendimento médico imediatamente. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.