Você sabia que é fundamental seguir o tratamento prescrito para a endometriose à risca?


  • +A
  • -A

Quando um tratamento médico não é feito da maneira correta, há grandes possibilidades da doença piorar. É assim com diversos problemas de saúde, incluindo a endometriose, doença que provoca o crescimento do endométrio para fora do útero e pode deixar a mulher infértil. Veja quais os riscos você corre ao não seguir a prescrição do seu especialista.

 

Sem tratamento, dor causada pela endometriose pode piorar

 


“A endometriose não tratada pode evoluir de uma
cólica menstrual moderada para uma dor pélvica constante e de forte intensidade, dor intensa durante a penetração na relação sexual e até infertilidade”, explica o ginecologista e obstetra Alexandre Brandão Sé. A doença também pode afetar outras áreas do corpo, como intestino, bexiga e ureteres, causando complicações.

Uma parcela das pacientes é aconselhada a utilizar medicamentos anticoncepcionais como parte do tratamento. É importante que você siga essa instrução do seu médico já que a ação do medicamento ajuda a controlar a dor e a evolução da endometriose. “A paciente com cólicas menstruais intensas não deve parar o uso do anticoncepcional, mesmo que ela não tenha relação sexual. Essa é uma prática comum entre as pacientes que não foram bem orientadas ou não entenderam o motivo do uso da medicação”, diz o profissional.

 

Infertilidade afeta mulheres que não tratam endometriose adequadamente

 


A rigidez no seu tratamento é uma medida importante para prevenir outra possível complicação da doença: a infertilidade, que atinge cerca de 40% das pacientes. Casos graves de endometriose podem danificar as tubas uterinas e piorar a qualidade dos óvulos, mas associando o diagnóstico precoce ao tratamento adequado, há grandes chances de você
se ver livre deste problema.  

Para algumas mulheres, a melhor opção é o tratamento cirúrgico. “A cirurgia é de alta complexidade e, caso não seja feita a retirada de toda a lesão, os sintomas retornarão. A cirurgia quando indicada deve ser realizada por laparoscopia e ressecar, se possível, a totalidade das lesões identificadas”, explica Doutor Sé. Dependendo da extensão da doença, a retirada da lesão requer ressecção também de partes dos órgãos acometidos.

 

Dr. Alexandre Brandão Sé é ginecologista e obstetra pela Universidade de Brasília e especialista em Endoscopia Ginecológica e Uroginecologia e Cirurgia Vaginal. CRM-DF: 15796

 

Foto: JESHOOTs.com

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
TAGS
dores-no-corpo
endometriose
gravidez

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Você sabia que é fundamental seguir o tratamento prescrito para a endometriose à risca?"

Ana Paula

Como podemos seguir o tratamento a risca se as informações são tão falhas? E além da dificuldade de encontrar um profissional na área o que consultei teve coragem de dizer que “deste problema só trato no particular” estou a dois anos sendo jogada de um lado para o outro.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Ana Paula, dentro do sistema único de saúde os médicos devem atender corretamente de acordo com sua especialidade. Busque em uma
unidade de saúde próximo de sua residência um profissional que te atenda adequadamente. Abraços.

Luciene Antunes

Estou cansada de de ser inginorada, os médicos só passa tratamento e vivo tomando remédio pra dor e não adianta .Já perdi meu trabalho é passo noites sem dormir isso não é vida.Eu não vivo mais tou cansada😭😭

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.