Quais são as atividades não recomendadas para quem tem tendinite?

  • +A
  • -A

A tendinite é uma doença que ocorre por conta da repetição de movimentos, traumas locais e uso em excesso do membro afetado. É comum em atletas profissionais ou amadores que praticam esportes com frequência, e até mesmo trabalhadores que executam diariamente funções repetitivas. Portanto, a prática intensiva de atividades físicas que desgastam áreas específicas do corpo deve ser evitada.

Além disso, é interessante buscar realizar todo tipo de atividade da maneira correta, pois quando a repetição de um movimento causa dor isso pode significar que ele está sendo feito equivocadamente. Também é interessante apostar em pausas durante esforços repetitivos, para que não haja inflamação nos tendões ou músculos.

 

Entendendo melhor a tendinite

 


A tendinite é a inflamação do tendão, o qual faz parte da estrutura muscular. Ele é a ligação entre o músculo e o osso. Quando você contrai um músculo, é o tendão que ‘puxa’ o osso e movimenta a articulação. Logo, quando as pessoas fazem esforços repetitivos ou exagerados, os músculos podem inflamar (miosite) ou, mais frequentemente, os tendões (tendinite)”, explica o ortopedista Celso Cruz.

Segundo o médico, estas inflamações acontecem quando os músculos e tendões não estão preparados para determinadas atividades. Por isso, a melhor prevenção seria a prática de atividades físicas, incluindo exercícios de alongamento e fortalecimento muscular. “Na presença de tendinite, um médico deve ser consultado para avaliação e orientação do tratamento. De forma geral, o repouso é o mais recomendado”, afirma Cruz.  

 

Fisioterapia é essencial na recuperação da tendinite

 


De acordo com o também ortopedista Lucas Mortati, qualquer esporte pode provocar a tendinite, desde o basquete até a simples caminhada. “Quando o paciente é acometido por tal enfermidade, devemos afastá-lo da atividade desencadeante de seus sintomas. Inicialmente, emprega-se analgésicos para alívio da dor (crioterapia também é associada).
Ao sair do quadro agudo de dor, o paciente pode iniciar a fisioterapia”, afirma.

Mortati explica que no início da fisioterapia, os exercícios mais indicados buscam o alongamento muscular e ganho de amplitude de movimentos. Posteriormente, inicia-se o fortalecimento gradual. “Após a força muscular chegar em um nível satisfatório, o paciente pode começar o retorno aos treinos do esporte”, completa o médico.

 

 

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Celso Cruz

Dr. Celso Cruz

Ortopedia e Traumatologia

CRM: 72883 / SP

TAGS
dores-no-corpo
tratamento

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

4 comentários para "Quais são as atividades não recomendadas para quem tem tendinite?"

Maria Aparecida Benitte

Dr eu borcite troncáteria e tendinipatia no quadril, estou tomando uma fórmula que o reomatologista me passou, não com dor mais graças a Deus, mas a parte afetada do quadril desceu, gostaria de saber o que fazer para voltar ao lugar, pois ficou como uma bolsa mesmo mas abaixo do quadril, por favor o que posso fazer para mudar essa situação.Fico no aguardo obrigada

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.