Analgésicos reduzem a dor ou a percepção de dor no organismo?


  • +A
  • -A
Imagem do post Analgésicos reduzem a dor ou a percepção de dor no organismo?

A dor é resultado de uma resposta do corpo humano a situações que ameaçam a saúde e o funcionamento do organismo. É um sintoma bastante comum, que pode surgir ao ralar o joelho no chão ou bater o dedo na quina de um móvel. Em alguns casos, a dor acaba sendo mais intensa e muitas pessoas recorrem aos analgésicos para reduzir a dor.

Existem dois tipos principais de analgésicos: os opiáceos e os não opiáceos. “Os analgésicos não opiáceos, de maneira geral, agem inibindo a produção de algumas substâncias específicas e, portanto, diminuem a provocação da resposta dolorosa”, afirma o neurologista Daniel Silva de Azevedo. Eles atuam diretamente na dor provocada nos tecidos do corpo e são encontrados facilmente em farmácias.

Analgésicos opiáceos diminuem a percepção da dor


Já os opiáceos são mais fortes e seu uso é mais restrito. É o caso da morfina. “Os analgésicos opiáceos agem diretamente no nosso cérebro, diminuindo a percepção da sinalização de dor”, explica o profissional. São substâncias que estabelecem ligações com receptores no sistema nervoso central, diminuindo a transmissão de impulsos e, consequentemente, a percepção de dor.

Vale lembrar que a percepção de dor não é igual para todas as pessoas. “É diferente e isto se relaciona ao gênero e a questões genéticas e étnicas. Por exemplo, asiáticos sentem menos dor que latino-americanos”, afirma o neurologista André Carvalho Felício.

Consumo de analgésicos deve ser feito com cautela


No entanto, assim como em outros casos, é preciso ter
moderação ao consumir os medicamentos analgésicos e utilizá-los sempre com aprovação de um médico, especialmente nos casos em que a dor é frequente, já que a medicação pode acabar mascarando um problema de saúde mais grave.

Dr. Felício cita as infecções bacterianas como exemplos: “Principalmente em casos de neuroinfecções como a meningite, em que podemos melhorar a dor.  Se o problema de base, que é de natureza infecciosa, não for identificado e o paciente não usar antibióticos, consequências sérias podem ocorrer”.

Dr. André Carvalho Felício é neurologista pela Academia Brasileira de Neurologia e pesquisador pela University of British Columbia, no Canadá. CRM-SP: 109665 – www.neurologistasp.com.br

Dr. Daniel Silva de Azevedo é neurologista, formado em Medicina pela Universidade Estadual de Montes Claros (MG) e atua no Hospital Israelita Albert Einstein. CRM-SP: 161294 – https://danielazevedoneuro.com.br

Foto: Shutterstock

TAGS
dores-no-corpo

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Analgésicos reduzem a dor ou a percepção de dor no organismo?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.