Depois de cinco anos, manicure encontra tratamento ideal para depressão

  • +A
  • -A

A depressão é uma das doenças que mais preocupa as autoridades de saúde no Brasil e no mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, trata-se da quarta maior causa de incapacitação atualmente. O problema atinge homens, mulheres, idosos e até crianças, e promove uma série de alterações no corpo, desde insônia até tristeza, ansiedade e cansaço.

 

Luto pode ajudar a desenvolver depressão

 


Um dos fatores de risco da depressão é a vivência de traumas psicológicos. Foi o caso de Silvia H. D. da Costa. “Eu tenho depressão desde que meu sobrinho faleceu, há 10 anos. Tinha muita vontade de chorar, principalmente quando a noite chegava. Ficava muito triste”, lembra a manicure.

A rapidez na busca por um tratamento é fundamental para o sucesso da luta contra a depressão. No entanto, apesar de logo ter buscado a ajuda médica para controlar a doença, a moradora de São Paulo teve dificuldade em encontrar um tratamento adequado. “Eu passei por uns 10 médicos, mas hoje estou muito bem. Posso dizer que estou ótima. Está tudo normal, levo uma vida normal”, conta Silvia.

 

Medicação e psicoterapia são parte do tratamento da depressão

 


O tratamento para depressão é feito com diversas abordagens, que devem ser indicadas por um especialista depois de uma análise profunda de cada paciente. “O tratamento para depressão é realizado com medicação e psicoterapia. Os quadros leves a moderados podem ser tratados apenas com psicoterapia e os demais com medicação e psicoterapia”, afirma o psiquiatra Marcelo Paoli.

Embora tenha superado a fase crítica da depressão, Silvia, hoje com 45 anos, continua fazendo o tratamento com a medicação como forma de prevenção de outros episódios depressivos, pois sabe que pode ter uma recaída. “Existem casos em que pacientes precisam usar medicamentos pelo resto da vida, porque em alguns casos o risco de recorrência é muito elevado”, completa o médico.

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dr. Marcelo Paoli

Dr. Marcelo Paoli

Psiquiatria

CRM: 138721 / SP

TAGS
depressao
psicologico
superacao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

8 comentários para "Depois de cinco anos, manicure encontra tratamento ideal para depressão"

Patrícia Santos

Sinto que estou com depressão, meu filho faleceu há 6 anos e não consigo superar a perda dele, mesmo que eu lute para não deixar a peteca cair, sinto que estou sufocada pela uma saudade que não passa, só aumenta com o passar dos anos.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Patrícia. Lamentamos por sua perda. É importante buscar uma consulta com o especialista para iniciar o tratamento mais adequado e assim amenizar os sintomas da doenças e trazer maior qualidade de vida para você. O psiquiatra é o profissional mais adequado para detectar a presença da doença e assim orienta-la de forma completa. Continue nos acompanhando para receber mais informações e matérias como essa. Até a próxima.

Maria Lucia Quiste

tenho uma filha hoje com 28 anos que esta com depressão,està passando com psiquiatra mas não quer passar com psicóloga,toda vez que marco tenho que desmatcar. Está com medicamentos forte. Na verdade faz uns 10 anos que ela faz tratamento,passando de médico em médico.Quando penso que ela está boa acontece alguma coisa e ela tem uma recaída. já tentou se matar tomando muitos remédios,mas graças a Deus eu consegui levar ela a tempo para o hospital. Por causa da minha filha ajo que eu tbm estou começando a ficar depremida,por mais forte que tento ser tem horas que penso em desistir.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Maria. Agradecemos por compartilhar seu relato. O tratamento da depressão requer extremo cuidado com consumo dos medicamentos e com a adesão às outras medidas propostas pelo psiquiatra. Qualquer falta de atenção pode facilitar uma recaída, que é a piora dos sintomas da doença após um período de melhora. Outra causa de recaída, segundo o médico, é a gravidade do quadro. Há alguns casos em que a depressão é muito grave e o tratamento indicado acaba não respondendo da maneira esperada, fazendo com que o paciente volte a sofrer com os sintomas. Nessas situações, será necessário avançar no protocolo de tratamento. Algumas vezes, ajustando a dose, substituindo medicação ou fazendo combinações de medicamentos. Converse com o psiquiatra para que ele possa orienta-las de forma completa e assim trazer maior controle dos sintomas evitando novas crises. Abraços.

Eliana

Essa maldição da depressão também me pegou. Eu sempre passei por crises de depressão leve, mas depois de um trauma na coluna, depois da cirurgia que fiz na coluna que me faz sentir mais dor e me impossibilita de ser uma pessoa ativa passei a ficar muito mais deprimida. Pesquisei várias vezes, várias formas de me suicidar. Estou em tratamento com medicamentos e com consultas semanais com a psicóloga, mas percebo meus altos e baixos.Estou tentando ser forte, mas percebo que a dor do luto e a dor de lutar e não obter sucesso é mais e muito mais forte.Não sei até quando vou conseguir vencer a dor de não colocar um ponto final na minha vida. Estou lutando, mas a depressão está mais forte do que eu.Não sei mais a quem pedir socorro.Desejo muito que todas as minhas dores cessem. Quando descrevo todas, é todas mesmo, a dor física e a dor da minha alma, da minha existência.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Eliana. A depressão é uma doença psiquiátrica que provoca uma série de prejuízos aos pacientes. Receber o diagnóstico precocemente e iniciar o tratamento é uma forma importante de minimizar os problemas associados à doença e de interromper a evolução dos sintomas. Para que isso aconteça, é preciso dar o primeiro passo: procurar o auxílio de um médico. Com o tratamento adequado é possível trazer o controle dos sintomas e também maior qualidade de vida para você. Desejamos sucesso no seu tratamento. Até a próxima.

Danieli

Bom dia…Então, eu sempre pensei que DEPRESSÃO fosse apenas uma frescura, coisa de quem não tinha o que fazer, e usava isso pra chamar a atenção! Porém… Você não pode julgar sem saber o que se passa… Sou técnica de enfermagem, formada em Enfermagem também, trabalho na área a quase 18 anos, tenho 37 anos, solteira :'( !!!Bom em 12/15 tive uma trombose venosa profunda fiquei internada, passei por procedimento cirúrgico, pois o coágulo tinha 10cm, tenho dois stents na ilíaca e um filtro de veia cava, pois tenho uma síndrome de may thuner, estava em uso de anticoagulante, e afastada do trabalho, o vascular me liberou pra atividades normais, em 02/16 eu piloto moto de alta cilindrada, 650cc, eu e meu namorado (na época) saímos de casa pra irmos pra casa da mãe dele, pegamos a Anhanguera, cada um com sua moto, só sei que acordei 5 ou 6 dias depois na UTI do hospital onde trabalho, não tive fraturas expostas… Apenas sangramento interno, na cabeça o mais grave, e perfuração do fígado e pulmão, bom a recuperação foi “milagre de Deus” 🙏🏻, em 09/16 já tinha voltado a trabalhar, porém algo estava errado, me sentia com um vazio, um peso no corpo, uma angústia, e uma vontade enorme de chorar… Não estava concentrada no trabalho, até que um dia acordei chorando e não conseguia parar, procurei ajuda com um médico amigo, psiquiatra, o qual faço tratamento até hj, e não paro meus remédios sem a orientação dele… Levo minha vida normal, trabalho… Só tive a infelicidade de a um ano e meio perder o melhor companheiro que Deus me deu… Onde tive a recaída da depre… e a fase do luto foi a pior coisa… Ainda não me sinto bem pra ter outra pessoa… Hj eu sei que ele Foi um anjo pros melhores e piores dias da minha vida… Só tenho a agradecer a Deus por ter convivido com um anjo… E de poder estar aqui e dizer que a depressão é uma doença silenciosa, mais com o tratamento correto, podemos ter uma vida normal…

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Danieli. Agradecemos por compartilhar seu relato e lamentamos muito por sua perda. Lidar com um quadro de depressão não é nada fácil, já que muitas vezes o paciente não tem ânimo para se ajudar ou buscar ajuda. O tratamento, quando seguido corretamente, consegue melhorar a vida de grande parte dos pacientes, mas é preciso engajamento. Desejamos sucesso no seu tratamento. Até a próxima.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.