Quais atitudes do dia a dia podem atrapalhar o desenvolvimento do portador de autismo?


  • +A
  • -A

O autismo é caracterizado por déficits significativos na comunicação e na interação social, além de padrões restritos e repetitivos de comportamento. Por conta disso, o paciente tem muita dificuldade em se relacionar com outras pessoas, especialmente se elas não tiverem um discurso claro e direto, ou seja, mais adequado para seu entendimento.

 

Comportamentos que atrapalham a vida do paciente com autismo 

 

“Comunicar-se de forma complexa, não olhar diretamente nos olhos e usar metáforas são algumas atitudes que atrapalham o desenvolvimento do autista. Tais abordagens não ajudam a melhorar a qualidade da comunicação, que é um dos principais pontos de defasagem no transtorno”, afirma a psiquiatra Érika Mendonça.

Tentar se comunicar por meio de gestos e expressões faciais também atrapalha o desenvolvimento do autista, pois ele tem dificuldade para entender a linguagem não verbal. Esse tipo de ação tende a deixá-lo confuso, agressivo ou mais isolado. “Também é comum a sensibilidade a sons. Dessa forma, barulhos podem causar irritabilidade e até agressividade”, alerta a médica.

Devido aos padrões repetitivos de comportamento, mudanças bruscas e falta de rotina diária também são atitudes que podem piorar os sintomas do autismo. Todo tipo de mudança necessária deve ser passada ao paciente com muita cautela.

 

Atitudes importantes para ajudar o paciente autista em seu desenvolvimento

 

Para ajudar o autista, é importante tentar se expressar da forma mais clara possível, manter contato visual durante a fala, introduzir mudanças de rotina de forma lenta e manter um ambiente calmo. Quando o paciente engajado no tratamento medicamentoso e psicoterápico conta com esse auxílio extra, as chances de se desenvolver e amenizar os sintomas do transtorno aumentam ainda mais.

 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Érika Mendonça de Morais

Dra. Érika Mendonça de Morais

Psiquiatria

CRM: 124933 / SP

TAGS
autismo
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Quais atitudes do dia a dia podem atrapalhar o desenvolvimento do portador de autismo?"

Vanda Ramalho

Meu filho foi diagnosticado c asperger aos 20 anos, vai fazer 22 anos em julho. Não sei como lidar com as questoes de melancolia, depressao. Ele sabe do diagnostico. Fazia faculdade mas trancou devido a morte do padrasto e agora so quer se alimentar com o que quer e quando quer. Acorda tarde, dorme tarde, não sai do quarto, não aceita opiniao. Faz terapia com uma psicologa e toma remedios a um ano e meio. Existe algum grupo de apoio para a familia no Rio de Janeiro?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Vanda. O autismo é uma doença que surge quase sempre na infância e que se mantém presente durante a vida adulta, pois não tem cura. O transtorno prejudica bastante a capacidade de comunicação, interação e fala do paciente, mas isso pode ser amenizado caso o tratamento adequado seja adotado desde cedo. Para a indicação de algum grupo de apoio é importante consultar o especialista adequado. O psiquiatra é o profissional que poderá orienta-la de forma completa e adequada. Até breve.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.