O hábito de ler jornal e revistas é importante na prevenção do Alzheimer?


  • +A
  • -A

A Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz) aponta que mais de 1,2 milhão de pessoas no país vivem com mal de Alzheimer, doença que provoca a perda da memória recente. O problema é que, com o crescimento da expectativa de vida da população, tudo indica que o número de diagnósticos irá subir, o que reforça a necessidade de apostar em medidas preventivas. O hábito de ler jornais e revistas é um exemplo bastante simples.

Leitura ajuda a impedir perda da memória causada pelo Alzheimer


“Sabemos, e isso é reforçado por pesquisas, que a leitura e a manutenção da atividade intelectual está associada à preservação das
funções cognitivas“, afirma o geriatra e nutrólogo Leandro Minozzo. Essas funções abrangem a memória, a percepção, a atenção, a linguagem e as funções executivas, que envolvem a lógica, o raciocínio, o planejamento e a execução de tarefas, todas afetadas pelo mal de Alzheimer.

“Hoje, temos bem respaldado o conceito de plasticidade cerebral, no qual é possível que novas conexões sejam feitas mesmo após os 60 anos. E o estímulo cognitivo entra nesse aspecto”, explica o médico. Isso significa que, mesmo na velhice, o corpo humano, quando estimulado pela leitura e por outros hábitos, consegue fazer com que os neurônios se comuniquem de novas formas, ajudando a prevenir a doença.

Fazer exercícios intelectuais ajuda na prevenção do Alzheimer


Além de ler livros, jornais e revistas ao longo de toda a vida, existem outras medidas que ajudam a
promover uma boa saúde do sistema nervoso central e, consequentemente, impedir o surgimento do problema. “Estimular a mente com atividades intelectuais diversas e praticar exercícios físicos que mesclem aeróbica, resistência e força muscular, equilíbrio e flexibilidade” são atitudes citadas pelo especialista. Dormir bem também é fundamental.

De acordo com Minozzo, todas as pessoas devem adotar medidas que visam a prevenção da doença, como a leitura. Entretanto, há alguns grupos que devem redobrar a atenção. “A prevenção é indicada para todos adultos. No entanto, gostaria que aqueles com risco aumentado tivessem mais cuidados. Refiro-me aos pacientes com diabetes, depressão, que são sedentários e com baixa escolaridade”, diz o profissional.

Dr. Leandro Minozzo é geriatra, nutrólogo e mestre em Educação, graduado em Medicina pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e atua em Novo Hamburgo (RS). CRM-RS: 32053 – leandrominozzo.com.br

Foto: Shutterstock

TAGS
alzheimer
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "O hábito de ler jornal e revistas é importante na prevenção do Alzheimer?"

Leandro

Tenho 54 anos e tive uma esquemia cerebral aos 45 anos e foi diagnosticado que eu estava desenvolvendo o Alzheimer.Leio muito e gosto muito de quebra cabeça.Isso estará me ajudando?Esqueço algumas coisas, mas é só tocar no assunto que eu me lembro.Isso é normal?Tomo medicamentos todos os dias.Sou diabético e insulinodependente.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Leandro, segue o link de uma de nossas matérias com informações que podem esclarecer sua dúvida: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/alzheimer/enfrentando-o-alzheimer
Abraços.

Dinah

Importante cuidar sempre da VISÃOPrevenção.. para nunca ter problemas com leituraFaz muita diferençaAbs

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.