Diabetes e qualidade de vida: A doença é crônica, por isso, as mudanças e o tratamento devem seguir pela vida toda


  • +A
  • -A

O diabetes é uma doença que provoca mudanças profundas no dia a dia de qualquer paciente. O tratamento tem como meta manter suas taxas de açúcar no sangue controladas. No entanto, mesmo depois de chegar a esse objetivo, é preciso continuar seguindo à risca as medidas indicadas por seu médico especialista ao longo de toda a vida.

 

Qualidade de vida depende da eficácia do tratamento do diabetes

 


“Sim, o tratamento do diabetes deve seguir por toda a vida. O diabetes é uma doença crônica e o paciente necessita de acompanhamento regular”, afirma a endocrinologista Gabriella Rivelli Ramos. Não é possível reverter o problema, mas levando o tratamento a sério,
você conseguirá viver bem e com saúde.

“O tratamento do diabetes é feito com mudanças no estilo de vida, que são uma alimentação adequada e atividade física regular, e com medicações”, explica a profissional. Na alimentação, é preciso controlar a quantidade de gorduras, proteínas e carboidratos, o que inclui, além de doces, alguns tipos de alimentos salgados e até mesmo adoçantes.

 

Insulina será sempre necessária para tratar diabetes?

 


Já as medicações irão variar de acordo com o tipo de diabetes que você tem. No tipo 1, como o
pâncreas para de produzir insulina, é necessário repor esse hormônio desde o diagnóstico. No diabetes tipo 2 o tratamento inicial é, em geral, feito por medicação oral. 

Isso não significa que seu tratamento não possa sofrer mudanças ao longo de sua vida. Com a evolução da doença, uma parcela dos pacientes com diabetes tipo 2 pode apresentar deficiência de insulina, que passa a fazer parte de seu tratamento. “Durante o acompanhamento, o médico pode ajustar as doses e o tipo de medicação utilizada”, completa Gabriella. 

 

Dra. Gabriella Rivelli Ramos é endocrinologista e atua como médica socorrista do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro. CRM-RJ: 85188-4

 

Foto: Shutterstock

TAGS
alimentacao
diabetes
glicose
insulina

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

7 comentários para "Diabetes e qualidade de vida: A doença é crônica, por isso, as mudanças e o tratamento devem seguir pela vida toda"

Sandra Simões

Faço uso de insulina, controlo alimentação , faço natação e me sinto ótima.Contudo não consigo baixar o peso. Minha médica, geriatra, diz que se isso acontecer posso ate parar de usar insulina. A INSULINA tem contra indicações serias, além do incômodo da espetadinha diária?

Cássia Souza

Minha mãe tem 78 anos e Diabetes tipo 2, ela é muito magra (sempre foi). Como associar dieta e manutenção ou ganho de peso.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Cássia, o endocrinologista ou nutricionista poderão auxiliá-la com a dieta adequada. Marque uma consulta para sua mãe. Abraços.

Jemima Maria

Muito importante o conteúdo Gostaria de saber se quem usa Victosa e o lugar fica roxo significa está usando errado …aplicando errado.Agradeco.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Jemima, não temos como esclarecer dúvidas a respeito do tratamento com o medicamento Victoza pois ele não é fabricado pelos Laboratórios Aché ou Biosintética. Realize uma consulta com o médico que prescreveu o medicamento, assim ele poderá te orientar. Abraços.

Carlos Alberto

Oi!tenho 51 anos,tenho ,tipo 2.Posso usar suplemento ,omega3?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Carlos, o ômega 3 tem efeitos positivos no tratamento de doenças degenerativas comuns na terceira idade, como a diabetes. Contudo, a prescrição de suplementos deve sempre ser feita por um nutricionista. Se caso for necessário ele irá indicar o suplemento em questão. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.