Diabetes e qualidade de vida: A doença é crônica, por isso, as mudanças e o tratamento devem seguir pela vida toda


  • +A
  • -A

O diabetes é uma doença que provoca mudanças profundas no dia a dia de qualquer paciente. O tratamento tem como meta manter suas taxas de açúcar no sangue controladas. No entanto, mesmo depois de chegar a esse objetivo, é preciso continuar seguindo à risca as medidas indicadas por seu médico especialista ao longo de toda a vida.

 

Qualidade de vida depende da eficácia do tratamento do diabetes

 


“Sim, o tratamento do diabetes deve seguir por toda a vida. O diabetes é uma doença crônica e o paciente necessita de acompanhamento regular”, afirma a endocrinologista Gabriella Rivelli Ramos. Não é possível reverter o problema, mas levando o tratamento a sério,
você conseguirá viver bem e com saúde.

“O tratamento do diabetes é feito com mudanças no estilo de vida, que são uma alimentação adequada e atividade física regular, e com medicações”, explica a profissional. Na alimentação, é preciso controlar a quantidade de gorduras, proteínas e carboidratos, o que inclui, além de doces, alguns tipos de alimentos salgados e até mesmo adoçantes.

 

Insulina será sempre necessária para tratar diabetes?

 


Já as medicações irão variar de acordo com o tipo de diabetes que você tem. No tipo 1, como o
pâncreas para de produzir insulina, é necessário repor esse hormônio desde o diagnóstico. No diabetes tipo 2 o tratamento inicial é, em geral, feito por medicação oral. 

Isso não significa que seu tratamento não possa sofrer mudanças ao longo de sua vida. Com a evolução da doença, uma parcela dos pacientes com diabetes tipo 2 pode apresentar deficiência de insulina, que passa a fazer parte de seu tratamento. “Durante o acompanhamento, o médico pode ajustar as doses e o tipo de medicação utilizada”, completa Gabriella. 

Foto: Shutterstock

COLABORARAM NESTE CONTEÚDO: 
Dra. Gabriella Rivelli Ramos

Dra. Gabriella Rivelli Ramos

Endocrinologia

CRM: 85188-4 / RJ

TAGS
alimentacao
diabetes
glicose
insulina

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

13 comentários para "Diabetes e qualidade de vida: A doença é crônica, por isso, as mudanças e o tratamento devem seguir pela vida toda"

Sandra Simões

Faço uso de insulina, controlo alimentação , faço natação e me sinto ótima.Contudo não consigo baixar o peso. Minha médica, geriatra, diz que se isso acontecer posso ate parar de usar insulina. A INSULINA tem contra indicações serias, além do incômodo da espetadinha diária?

Cássia Souza

Minha mãe tem 78 anos e Diabetes tipo 2, ela é muito magra (sempre foi). Como associar dieta e manutenção ou ganho de peso.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Cássia, o endocrinologista ou nutricionista poderão auxiliá-la com a dieta adequada. Marque uma consulta para sua mãe. Abraços.

Jemima Maria

Muito importante o conteúdo Gostaria de saber se quem usa Victosa e o lugar fica roxo significa está usando errado …aplicando errado.Agradeco.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Jemima, não temos como esclarecer dúvidas a respeito do tratamento com o medicamento Victoza pois ele não é fabricado pelos Laboratórios Aché ou Biosintética. Realize uma consulta com o médico que prescreveu o medicamento, assim ele poderá te orientar. Abraços.

Carlos Alberto

Oi!tenho 51 anos,tenho ,tipo 2.Posso usar suplemento ,omega3?

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Carlos, o ômega 3 tem efeitos positivos no tratamento de doenças degenerativas comuns na terceira idade, como a diabetes. Contudo, a prescrição de suplementos deve sempre ser feita por um nutricionista. Se caso for necessário ele irá indicar o suplemento em questão. Abraços.

Anderson dos Santos Ferreira

A diabete pôde prejudicar na relação sexual como perca da ereção

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Anderson. O Diabetes Mellitus é uma doença crônica não transmissível que ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente ou quando o corpo não consegue mais utilizar de maneira eficaz a insulina que produz. Dentre as complicações do Diabetes está a disfunção erétil (DE) que é definida como incapacidade persistente de obter ou manter uma ereção satisfatória para a atividade sexual. Apesar de ser muito comum entre a maioria dos homens em algum momento da vida, a disfunção atinge com uma frequência maior as pessoas com diabetes – e pode manifestar-se 5 a 10 anos mais cedo. Mesmo assim, a DE pode ser bem controlada em quase todos os homens portadores da doença. Portanto é importante relatar ao seu médico caso apresente alguma dificuldade com ereção durante as relações, pois juntamente com ele, será possível avaliar o melhor tratamento. Até a próxima.

Alessandro de castro Corrêa

Tenho diabetes tipo 2 e gostaria de saber se posso tomar complexos vitaminicos tipo Centrum.

CUIDADOS PELA VIDA

Olá Alessandro. O diabetes é uma doença que exige tratamento constante para controlar os níveis de glicose no sangue, já que estes, quando muito elevados, podem resultar em complicações sérias para a saúde. Para evitar esses riscos, basta seguir corretamente as recomendações médicas, tanto na parte de remédios quanto na de hábitos cotidianos saudáveis. Para sanar suas dúvidas de forma completa é necessário uma consulta presencial com o especialista. Até a próxima.

Jose Roberto Cardoso Dos Santos

Minha diabete está muita alta

CUIDADOS PELA VIDA

Olá José. Obrigado por compartilhar seu comentário. Buscar atendimento com o endocrinologista é crucial para iniciar o tratamento adequado e assim trazer maior controle dos níveis de açúcar no sangue. Até breve.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.