Colesterol: Saiba tudo sobre essa gordura que pode ter efeitos bons e ruins para sua saúde!


  • +A
  • -A
Imagem do post Colesterol: Saiba tudo sobre essa gordura que pode ter efeitos bons e ruins para sua saúde!

O colesterol é um tipo de gordura presente no corpo que contribui para diversas funções importantes, como produção de hormônios e estruturação das células. Cerca de 70% de seu total é produzido pelo próprio organismo e o restante é obtido por meio da dieta. Apesar de seu papel benéfico para a saúde, o excesso de colesterol pode provocar problemas cardiovasculares. Por isso, é fundamental que seus valores estejam equilibrados.

Tipos de colesterol e diagnóstico do colesterol alto


Existem dois tipos de colesterol, o HDL (lipoproteína de alta densidade) e o LDL (lipoproteína de baixa densidade). O primeiro é conhecido como colesterol “bom” e encontrado em alimentos de origem animal (como ovos e leite), e o segundo como “ruim”, que pode ser adquirido em carnes gordurosas e frituras. Essas denominações existem porque o HDL ajuda a retirar o depósito lipídico do interior das paredes das artérias, em uma espécie de limpeza, enquanto o LDL pode permitir um acúmulo nas células e artérias, comprometendo a circulação do sangue.

A soma desses dois tipos de colesterol, além de um terceiro, o VLDL (cuja função é transportar os triglicerídeos pela corrente sanguínea), resulta no colesterol total. Se este for alto, ou seja, bastante acima de 200 mg/dl, o risco de ocorrência de doenças cardiovasculares é considerado elevado. Para saber se o colesterol está alto, é preciso fazer um lipidograma, exame que mede as dosagens de gordura no sangue, pois não há sintomas que indiquem o quadro.

De acordo com o cardiologista Rubens Mattar Jr., essa avaliação deve ser feita periodicamente, mas o intervalo de tempo entre uma e outra varia conforme cada situação. “A frequência para a avaliação varia. Se for uma situação de controle preventivo apenas, com pessoas em idade de 20 anos para cima e nível dosado dentro do normal, a verificação pode ser a cada cinco anos. Em caso de tratamento para controle terapêutico, entre três e seis meses”.

Importância da alimentação e exercícios físicos para evitar elevação do colesterol


Para prevenir ou tratar o colesterol alto, deve-se apostar em uma dieta rica em HDL, evitar alimentos que contenham LDL e praticar regularmente atividades físicas, especialmente as aeróbicas. O sedentarismo e a obesidade são fatores de risco para a elevação do colesterol, então se exercitar e emagrecer acabam sendo essenciais. A corrida é uma ótima opção nesse sentido.

Conforme explica a nutricionista Caroline Codonho, alimentos de origem animal como carnes, ovos e leite são fontes de colesterol e a ligação deles com as proteínas de baixa densidade (LDL, o “colesterol ruim”) ou de alta densidade (HDL) dependerá de fatores internos do organismo, como o consumo de fibras e mecanismos que acontecem no fígado.

Dieta indicada para evitar o colesterol alto


“Pensando na produção do colesterol “bom”, deve-se buscar aumentar o consumo de frutas, verduras e legumes (sempre que possível com a casca e com pouco cozimento) e aumentar o consumo de cereais integrais, sementes e gorduras de boa qualidade, ou seja, as gorduras insaturadas. Alguns exemplos destes são abacate, coco e castanhas”, aponta a especialista.
 

Segundo a também nutricionista Amanda Koenigkam, os alimentos fontes de colesterol “ruim” são, na maioria, os gordurosos ou ricos em gorduras saturadas e trans. “Deve-se evitar comidas fritas, industrializados e embutidos, tais quais salgados fritos ou gordurosos, biscoitos recheados ou muito crocantes, queijos processados e amarelos, leites integrais e seus derivados adoçados, margarinas, pães doces e com cremes, salsichas, linguiças, presuntos, dentre outros”.

Além disso, o consumo de fitoesterois, uma gordura de origem vegetal que pode ser encontrada em suplementos, também demonstra bons resultados na redução da absorção do colesterol.

Dr. Rubens Mattar Júnior é cardiologista, graduado pela Faculdade de Medicina de Uberlândia (MG) e atende em São Paulo. CRM-SP: 30054

Dra. Caroline Codonho é nutricionista, especialista em fisiologia e metabolismo com aplicação em atividade física e nutrição, especialista em saúde da família e comunidade (medicina preventiva). CRN4 13100445

Dra. Amanda Koenigkam é nutricionista, formada pelo  Centro Universitário Oswaldo Aranha (UniFOA) e atende em Resende/RJ – CRN 15100842 – Site oficial

Foto: Shutterstock

TAGS
alimentacao
cardiovascular
colesterol
coracao
dieta
emagrecer
infarto
nutricao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

3 comentários para "Colesterol: Saiba tudo sobre essa gordura que pode ter efeitos bons e ruins para sua saúde!"

Maria Nilma

Muito bom saber essas informações !!

Neusa Souza

Olá,quando os exames dao tudo bom ,mais coração 💟.Porque surge coágulo no sangue?A primeira vez meu esposo teve a trombose pois teve uma queda fraturou o pé.Dois anos depois precisou fazer cateterismo da outra perna.Nem o médico soube dizer de onde veio..Meus esposo ex fumante a dois anos.

CUIDADOS PELA VIDA

Oi Neusa, segue o link de uma de nossas matérias com informações para você: https://cuidadospelavida.com.br/saude-e-tratamento/cardiovascular/existem-fatores-podem-favorecer-formacao-coagulos
Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.