search
    Título

    De que forma é feito o controle da oleosidade na pele do rosto?

    Uncategorized

    Por

    Uma pele oleosa, brilhosa é um chamariz para cravos e espinhas. Isso é um drama de muita gente todos os dias. No entanto, não é algo para apenas lamentar. Além dos cuidados habituais, como lavar o rosto várias vezes, podemos controlar toda essa oleosidade de forma eficaz.

    As causas da oleosidade e o tratamento

    São diversos os fatores que levam a pele do rosto ficar oleosa, ou seja, com um excesso de produção das glândulas sebáceas. Eles podem ser devido a uma má alimentação, como por exemplo a ingestão de comidas gordurosas, razões hormonais, principalmente na adolescência, estresse, altas temperaturas e contato com água quente.

    Diante de tantas condições, é necessário ter uma atenção especial com a pele. E para dar início ao controle da oleosidade, é importante procurar um médico. “Existem programas de tratamento para a pele que se baseiam em sabonetes e géis que combatem esse excesso de oleosidade. A frequência varia individualmente.”, explica o dermatologista Murilo Drummond.

    Além do tratamento médico, o paciente deve tomar alguns cuidados no dia a dia, que muitas vezes podem passar batidos por causa de uma rotina corrida. “Quando for ao banheiro, aproveite para lavar o rosto de preferência apenas com água quando estiver sem o sabonete próprio, utilize o lencinho de papel para manter o rosto seco e nunca faça uso de filtros solares que não tenham a tecnologia “toque seco”, orienta Drummond.

    Consequências de uma pele oleosa

    Quem tem pele oleosa tende a ter os poros dilatados. E a consequência mais conhecida, que é vista principalmente na adolescência, é a acne, comumente chamada de espinhas e que podem deixar marcas. “As consequências são, principalmente, acne e cicatrizes, algumas deixando verdadeiros ‘caroços’ internos ou marcas profundas”, aponta o médico.

    Newsletter
    Compartilhamento

    Posts relacionados

    Converse com um dos nossos atendentes