TOC: Existem manias que podem causar lesões corporais nas pessoas?


  • +A
  • -A

Como o próprio nome já diz, o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) é uma doença marcada por dois momentos distintos, a obsessão e a compulsão. O primeiro consiste em pensamentos negativos invasivos e insistentes enquanto o outro é a execução de comportamentos irracionais que visam atenuar a ansiedade resultante desses pensamentos. Também chamada de mania, a compulsão pode trazer riscos à integridade física de um indivíduo.    

Trocar mania agressiva por outra mais leve pode ser uma solução inicial


Segundo a psiquiatra Lee Fu-I, se uma pessoa diagnosticada com TOC possui compulsão que a faz agredir seu próprio corpo, o médico que acompanha o tratamento deve, inicialmente, sugerir outras opções de manias que não a machuquem fisicamente como substitutos. Esta seria uma maneira de trabalhar o problema de forma gradativa (não abrupta).  

“Se a mania for dar tapas no rosto até desaparecer um pensamento obsessivo sobre cometer erros no trabalho, por exemplo, o médico pode, além de verificar a dosagem da medicação, recomendar uma outra forma de compulsão, como socar uma almofada ou beliscar um travesseiro”, explica. Todavia, ela ressalta que isso deve ser feito enquanto o profissional aguarda o remédio surtir efeito no paciente.

Tratamento ideal para TOC é associar uso de medicamentos com psicoterapia


O grande perigo deste tipo específico de TOC, no qual os pacientes se lesionam conscientemente, reside na possibilidade deles chegarem a níveis extremos que ponham suas vidas em risco. “Quando se executa uma compulsão para aliviar um pensamento recorrente de muita angústia há sim o risco de perder o controle e machucar-se seriamente”, afirma Lee.

Ainda de acordo com a psiquiatra, todas as manifestações de TOC serão melhor tratadas se houver tanto o acompanhamento psicoterápico quanto o psiquiátrico. “A associação de medicamentos com a psicoterapia é sempre a melhor pedida quando o assunto é TOC. Os tipos mais eficientes são terapia cognitivo-comportamental e análise de comportamento”, conclui.

Dra. Lee Fu-I é psiquiatra e atua no Programa de Atendimento de Transtornos Afetivos da Infância e da Adolescência na Faculdade de Medicina da USP. CRM-SP: 57813

Foto: Shutterstock

TAGS
psicologico
toc

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "TOC: Existem manias que podem causar lesões corporais nas pessoas?"

Luana

Eu tenho TOC, e já passei por vários medicamentos e não tive êxito em nenhum, hoje estou tentando sozinha. Mas é muito difícil….pq qdo entro em crise o mundo parece que vai me sufocar.vcs poderiam ter um grupo on line de ajuda para pessoas como eu.

Cuidados Pela Vida

Olá Luana, de acordo com a psiquiatra Lee Fu-I a associação de medicamentos com a psicoterapia é sempre a melhor pedida quando o assunto é TOC. O tipo de psicoterapia com maior evidência de eficácia é a terapia cognitivo-comportamental, que pode ser individual ou em grupo e deve ser complementar ao consumo de remédios. Inicialmente, a terapia ajuda o portador a entender sua doença e a reconhecer suas obsessões e compulsões. Ela aborda atividades que visam expor o paciente a situações do dia a dia e a compreensão da doença. Sua sugestão é muito interessante, e a encaminharemos ao departamento responsável. Por ora, orientamos você a procurar um médico especialista afim de verificar o melhor tratamento para o seu caso. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.