Dermatite atópica não é contagiosa e tem tratamento. Você sabia?


  • +A
  • -A

A dermatite atópica é uma doença genética que não tem causa associada a ​nenhum microrganismo (vírus, bactéria ou fungo) e que não é transmissível. Trata-se de um tipo de alergia na pele. “Portanto, uma pessoa precisa ter uma certa predisposição para apresentar a doença”, afirma a dermatologista Alexandra Bononi.

Características da dermatite atópica


A especialista explica que, em geral, a pele do atópico é bem mais seca e se inflama facilmente com diversos estímulos. Alguns exemplos: contato com lã e produtos sintéticos, perfumes e substâncias químicas de produtos de cuidados pessoais e de limpeza; contato com animais, mofo, pólen, substâncias irritantes; estresse emocional; suor; frio intenso; alguns alimentos e infecções.

Os sintomas da dermatite atópica são pele mais seca e coceira intensa que faz com que o paciente provoque feridas e áreas com pele grossa, avermelhada e com crostas, às vezes com bolhas. “O atópico pode ter, além da dermatite, alergias respiratórias como rinite ou asma”. A doença ocorre normalmente nas dobras dos joelhos, cotovelos e pescoço, mas pode se manifestar em qualquer região do corpo.

Tratamento da dermatite atópica se baseia em hidratação


​O tratamento da dermatite atópica consiste em hidratar extremamente a pele, várias vezes ao dia ou sempre que sentir a pele seca. A pele hidratada tem a barreira de proteção mais íntegra e inflama menos. “Existem hidratantes desenvolvidos para hidratar melhor e recompor a barreira cutânea – física e microbiológica – da pele. Cremes anti inflamatórios com dose e período determinado pelo médico também podem ser utilizados para combater o ressecamento”.

Há diversos fatores que ressecam mais a pele que podem piorar um quadro de dermatite atópica. Para evitá-los, alguns cuidados simples são importantes. “Vale apostar em banhos em temperatura morna e menos demorados; sabonetes suaves e hidratantes; buscar ficar longe de agentes desencadeantes e irritantes, como ácaro e poeira; tirar o suor o mais rápido possível para não se acumularem nas dobras da pele; dentre outros”.

Dra. Alexandra Bononi é dermatologista formada em medicina pela Universidade Estadual Paulista (Unesp – Botucatu) e atua em São Paulo. CRM-SP: 97012

Foto: Shutterstock

TAGS
dermatite
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Dermatite atópica não é contagiosa e tem tratamento. Você sabia?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.