Obesidade: conheça alguns riscos imediatos associados com essa condição que se tornou epidemia mundial


  • +A
  • -A

Ter uns quilinhos a mais não é bom, tampouco aceitável, quando buscamos o equilíbrio da saúde e uma melhor qualidade de vida. Assim, quando essas medidas extrapolam qualquer limite do seu peso corporal ideal, vira sinal de alerta máximo. A obesidade, que atinge cerca de 18 milhões de pessoas no Brasil, é fator de risco para uma série de doenças e que podem aparecer de forma imediata em nosso organismo.

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), o estado de obesidade se caracteriza peloacúmulo excessivo de gordura corporal no indivíduo”. Para esse diagnóstico em adultos, o parâmetro, utilizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é o índice de massa corporal (IMC), onde é feita uma divisão entre o peso e a altura da pessoa, elevada ao quadrado. O resultado desses cálculos deve estar 18,5 e 24,9. Para ser considerado obeso, o IMC deve estar acima de 30.

Quando o indivíduo está em estado de obesidade, logo os primeiros sintomas do sobrepeso começam a interferir no organismo. O obeso tem mais propensão a desenvolver problemas como hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, entre outras, como explica a nutricionista Júlia Benites:

“Os riscos associados à obesidade vão desde Diabetes Mellitus e doenças cardiovasculares, mais comumente divulgadas, às complicações respiratórias, ortopédicas, depressão e surgimento de câncer, decorrente de uma má alimentação”, analisa a profissional.

Principais riscos da obesidade e que necessitam urgente de tratamento clínico para a doença

As causas da obesidade são muitas e diferentes. O excesso de peso pode estar ligado à genética da pessoa, herança hereditária, a maus hábitos alimentares ou, por exemplo, disfunções endócrinas. Veja abaixo os riscos imediatos que uma pessoa obesa sofre:

– Hipertensão
– Doenças cardiovasculares
– Diabetes tipo 2
– Artrite e artrose
– Pedra na vesícula
– Cansaço excessivo
– Refluxo esofágico
– Tumores de intestino e de vesícula.
– Apneia do sono
– Fatores psicológicos, acarretando diminuição da autoestima e depressão.
– Perda da libido e impotência sexual

Júlia Benites é mestre em nutrição humana pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ – CRN 13101180

TAGS
alimentacao
artrose
depressao
diabetes
emagrecer
obesidade
ossos
pressao-alta

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Obesidade: conheça alguns riscos imediatos associados com essa condição que se tornou epidemia mundial"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.