Vida nova: O que muda na rotina e alimentação de alguém que sofreu um infarto?


  • +A
  • -A

Um episódio de infarto é suficiente para comprometer de maneira significativa o músculo cardíaco, prejudicando suas funções. Além disso, quem já sofreu um infarto uma vez tem as chances de ocorrência de um segundo episódio aumentadas. Portanto, se você já teve um ataque cardíaco e quer evitar complicações, deve adotar o tratamento com medicamentos, aliado a hábitos de vida mais saudáveis.

 

Início da recuperação do infarto deve ser cauteloso

 


Ao retornar às atividades normais, é necessário que você volte aos poucos a rotina, cortando hábitos prejudiciais e substituindo por práticas mais saudáveis.
Se você costumava fumar, por exemplo, já passou da hora de abandonar o vício. Atividades como dirigir ou praticar esportes devem ser deixadas para mais tarde. Nos primeiros dias de recuperação do infarto, procure apenas descansar e, no máximo, fazer caminhadas leves.

No início do processo de recuperação do infarto também é aconselhado tomar cuidado para não passar por fortes emoções. Situações de nervosismo e estresse atuam de forma negativa no processo. É importante ainda ter precaução com viagens e com o retorno da atividade sexual, especialmente nos casos mais complicados. O acompanhamento médico é fundamental para que tudo isso seja avaliado e você saiba exatamente o que pode ou não fazer.

 

Exercícios físicos e alimentação saudável são pilares do tratamento e prevenção do infarto

 


A prática de exercícios físicos é de fato benéfica para a sua saúde cardiovascular, ajudando tanto na recuperação do infarto, quanto na prevenção de novos eventos cardíacos. “A atividade física melhora a circulação sanguínea e a elasticidade dos vasos. Também tem um importante efeito sobre a regulação de sal e água pelo rim e sobre os hormônios, o que contribui com a melhora dos níveis de pressão arterial”, afirma a cardiologista Ana Catarina de Medeiros Periotto.

A alimentação é outro ponto crucial do tratamento e prevenção de um novo episódio de infarto, pois com uma dieta saudável você terá mais chances de controlar o colesterol, a quantidade de gordura e de sódio no sangue. Nesse sentido, é importante limitar o consumo de gordura, sal e alimentos processados, principalmente. “Deve-se preferir os alimentos em sua forma natural, como as frutas, verduras, legumes, além das carnes de peixe, frango e de boi magro”, indica a nutricionista Daniella Chein.

 

Dra. Ana Catarina de Medeiros Periotto é cardiologista, formada em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande e com residência em Cardiologia pelo Hospital Federal dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro. CRM-SP: 141696 – Site oficial

Daniella Chein é nutricionista, formada em Nutrição Clínica pelo Centro Universitário Bennett e atua no Rio de Janeiro. CRN-RJ: 2003100646

Foto: Shutterstock

TAGS
alimentacao
atividade-fisica
cardiovascular
colesterol
coracao
dieta
dor-no-peito
infarto
sal

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Vida nova: O que muda na rotina e alimentação de alguém que sofreu um infarto?"

ana

quando a pressão arterial oscila muito durante o sono, isso significa que podemos infartar dormindo? ou seja o risco é maior do que o primeiro infarto?

Cuidados Pela Vida

Oi Ana, a pressão arterial pode variar em diferentes momentos ao longo do dia. Como explica o cardiologista Dr. Aloísio Marchi da Rocha
“Cada vez que medimos a pressão arterial o valor será diferente. Normalmente ela é mais alta pela manhã e costuma ser mais baixa durante o sono. Também se eleva quando fazemos esforços, quando estamos preocupados ou com dor”. Para quem já tenha passado por um infarto é importante manter um acompanhamento médico regular para que haja um controle da situação cardíaca e assim seja mais fácil evitar um novo episódio. Abraços.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.