Aderindo ao tratamento: saiba quais são os primeiros passos no tratamento da hipertensão?


  • +A
  • -A

Depois de receber a confirmação médica do diagnóstico da hipertensão, você deve logo iniciar o tratamento. Quanto mais cedo controlar a pressão alta, menores serão as chances de ter complicações da doença. De acordo com o cardiologista Francisco Flávio Costa Filho, tanto tomar as medicações prescritas por um profissional quanto adotar medidas não medicamentosas são importantes para sua saúde.

Paciente deve adotar hábitos saudáveis para controlar a hipertensão


“Cabe ao médico definir a escolha do tipo de medicamento anti-hipertensivo e a dosagem de quantidade de medicações, o que dependerá de qual estágio a doença está e da presença de outras doenças associadas”, explica. Um paciente com pressão alta pode ter também diabetes, arritmias, insuficiência cardíaca ou renal, problemas que influenciarão o tratamento. A principal ação do paciente, nesta parte, é seguir a prescrição médica.

Dr. Francisco Flávio acredita que você e outros pacientes têm mais dificuldade de colocar as ações não medicamentosas em prática, já que envolvem mudanças dos seus hábitos de vida. “Já está comprovado que o excesso de sal está associado a um pior controle da pressão arterial. Outros pontos muito claros são o sobrepeso e a obesidade. Reduzir o peso é fundamental para o controle da hipertensão entre os obesos”, afirma o especialista.

Sedentarismo e estresse contribuem para piora da pressão alta


Deixar o sedentarismo de lado também é essencial para o sucesso do tratamento da pressão alta. Você pode se dedicar à dança, natação, caminhada e outras atividades que ajudam no controle da doença. Manter o equilíbrio emocional em casa e na vida cotidiana e trabalhar sem estresse e com intervalos para descansar também são medidas que você levar para toda a vida e que são importantes em longo prazo.

Por fim, você deve ir sempre ao médico para acompanhar a evolução da hipertensão, especialmente porque a doença não costuma provocar sintomas. “No início do tratamento, consultas mais frequentes, a cada quatro semanas, por exemplo, são necessárias para o ajuste da medicação”, aconselha o cardiologista. O contato constante com o médico facilita a adesão aos medicamentos e ajuda a identificar e corrigir erros do tratamento. Quando a fase inicial passar e a pressão for controlada, vá ao consultório a cada quatro ou seis meses.

Dr. Francisco Flávio Costa Filho é cardiologista formado pela Universidade Federal do Ceará (UFC)  e atua em São José dos Campos (SP). CRM-SP: 141903

Foto: Shutterstock

TAGS
pressao-alta

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Aderindo ao tratamento: saiba quais são os primeiros passos no tratamento da hipertensão?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.