Pressão alta: O que é a síndrome do avental branco?


  • +A
  • -A

Algumas pessoas não gostam de se consultar com médicos nem de permanecer em ambientes hospitalares. Estes pacientes podem sentir tanto medo que passam a evitar a qualquer custo estar diante de um médico. Nesses casos, é preciso que o profissional fique bem atento, especialmente ao aferir a pressão arterial, que pode apresentar valores mais altos, devido ao nervosismo dos pacientes.

Medo de ambientes médicos e hospitalares pode aumentar pressão arterial


É a chamada síndrome do avental ou do jaleco branco. “A hipertensão do avental branco caracteriza-se por valores anormais da pressão arterial no consultório, porém com valores normais registradas pelo monitoramento ambulatorial e residencial”, explica a cardiologista Bruna Baptistini. As variações podem ultrapassar 20 mmHg de diferença para a pressão sistólica e 10 mmHg para a diastólica, ou seja, um paciente com índices normais de pressão pode ser incorretamente diagnosticado como hipertenso.

Para a profissional, identificar que um paciente sofre com a síndrome do avental branco é ainda hoje um desafio para os médicos, já que não há um indicador clínico confiável: “Os mecanismos para explicar a hipertensão do avental branco não são bem estabelecidos, mas incluem ansiedade e respostas de alerta, que geram o aumento da pressão naquele momento. No entanto, os pacientes, muitas vezes, não se apresentam ansiosos ou taquicárdicos no consultório”.

Boa relação entre médico e paciente pode impedir a síndrome


Uma das maneiras de estabelecer o diagnóstico da síndrome do avental branco é uma conversa no consultório. O paciente deve explicar que já teve a pressão medida em casa ou em uma farmácia e que os valores não correspondem aos verificados pelo médico. Caso o paciente esteja nervoso, ansioso ou passando por algum problema, deve explicar a situação ao profissional.

De acordo com Bruna, a melhor maneira de amenizar a ansiedade é aprender a enfrentar o medo de ambientes médicos e hospitalares. “Caso o paciente não se sinta confortável com o atendimento, ele pode procurar outro profissional que provoque uma reação positiva, essencial para uma boa relação entre médico e paciente”, afirma a cardiologista. Outras atitudes que podem ajudar são sempre ir ao médico acompanhado e tirar dúvidas sobre os procedimentos.

Dra. Bruna Cristina Baptistini é cardiologista formada pela Universidade Nove de Julho (Uninove) e atua em São Paulo. CRM-SP: 145229

Foto: Shutterstock

TAGS
cardiovascular
coracao
medico
pressao-alta
sangue

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

4 comentários para "Pressão alta: O que é a síndrome do avental branco?"

Nelson Bastoni Filho

Comigo acontece ao contrário… quando estou consultando com a cardiologista a pressão está sempre normal – 130×80.Agora quando vou ao INCA doar plaquetas ou sangue a pressão está sempre elevada, e mesmo depois de tomar a medicação para o controle da pressão.Os médicos já sabem desta minha síndrome do jaleco branco e pedem para relaxar e quando fazem outra verificação a pressão está dentro dos limites.

Cuidados Pela Vida

Oi Nelson, o importante é conseguir controlar a pressão e pelo seu relato ela está sempre normal. Também é importante ter a noção que pode tratar-se da síndrome e buscar os meios para reduzir a pressão alterada. Abraços

Janaína

Olá, comigo isso acontece por conta de um trauma no dia do parto do meu primeiro filho, que hj tem 7 anos.No dia do parto a pressão subiu um pouco, e a falta de profissionalismo das enfermeiras do SUS me deixaram muito ansiosa.Hj grávida de 17 semanas, está sendo um desafio esse acompanhamento, pq em casa minha pressão é ótima, mas quando chego ao consultório sempre está alta. Tenho sofrido bastante por isso, pois sei q estou normal, mas estou no pré natal de alto risco. Não sei o q fazer, essa síndrome é muito séria, e poucos entendem.

Cuidados Pela Vida

Olá Janaína, quando você afere a pressão arterial no consultório, ela costuma estar alta ou você só sente que está com pressão alta?
Abraços

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.

x

Parabéns

Em breve sua revista chegará em sua casa

Percebemos que você gostou do nosso conteúdo. Quer receber nossa revista em casa?

Preencha o formulário com seus dados que enviaremos para você!

* IMPORTANTE: Isso não é uma assinatura. Você receberá apenas esta edição da Revista CUIDADOS PELA VIDA.