Por que o consumo de frituras é um fator de risco para a hipertensão?


  • +A
  • -A

Consumir frituras é algo bastante normal, já que muitas guloseimas são preparadas dessa forma. Batatas fritas, churros e pasteis são apenas algumas comidas que estão entre as preferências de grande parte dos brasileiros. Em termos de saúde, no entanto, é importante minimizar ao máximo o consumo destes alimentos, já que eles trazem diversos prejuízos ao organismo, especialmente quando consumidos em excesso.

As gorduras encontradas nas frituras tendem a contribuir para o desenvolvimento de diversos problemas, dentre eles o aumento da pressão arterial. Isso ocorre porque essas gorduras acabam se acumulando nos vasos sanguíneos, formando placas em suas paredes, diminuindo o diâmetro dos vasos e dificultando a passagem do sangue.

 

Frituras com imersão em óleo e sobrepeso

 


“O consumo excessivo de frituras em imersão, por absorverem muito óleo, aumenta as calorias da dieta, podendo elevar o peso de um indivíduo”, afirma a nutricionista Adriana Ávila. “Vale destacar que o sobrepeso é um fator de risco para aumentar a pressão arterial, por mais que se tome a medicação para controle da pressão de forma adequada”.

Contudo, a especialista explica que dá para incluir a fritura com imersão em óleo na alimentação, se o consumo for realizado apenas uma vez por semana e sem exagerar na quantidade..

 

Outros alimentos que aumentam a pressão arterial, além das frituras

 


Além das frituras, outros alimentos são considerados fatores de risco para a hipertensão. Alguns exemplos: enlatados e conservas em geral; frios, salsichas e linguiças; queijos salgados; temperos, molhos e sopas prontos; alimentos ricos em gordura saturada e colesterol; alimentos ricos em açúcar, doces em geral e refrigerante; bebidas alcoólicas.


Para reduzir os riscos de desenvolver ou agravar a doença, é importante, além de reduzir o sódio na alimentação, praticar exercícios físicos com regularidade, controlar o estresse e, no caso de obesidade, perder peso.

 

Dra. Adriana Ávila é formada pelo Centro Universitário São Camilo e atua em São Paulo. CRN-SP: 3-2816.

Foto: Shutterstock

TAGS
alimentacao
cardiovascular
coracao
dieta
nutricao
obesidade
pressao-alta
sal

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Por que o consumo de frituras é um fator de risco para a hipertensão?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.