Existem complicações graves de saúde causadas pelo vírus do herpes? Quais?


  • +A
  • -A

O herpes é uma doença infectocontagiosa muito comum causada pelo vírus herpes simples. O vírus é dividido em dois tipos: o tipo 1, frequentemente associado a lesões orais, mais presentes na região da boca, e o tipo 2, responsável por 80% a 90% dos casos de lesões genitais. A transmissão do vírus ocorre pelo contato direto com a pele, as mucosas e as feridas de pessoas infectadas.

Complicações não são muito comuns, mas existem

O vírus do herpes requer cuidados para evitar que o quadro piore e permita o surgimento de complicações, chamadas pela infectologista Naihma Salum Fontana de “apresentações mais graves”. “Elas são raras e ocorrem principalmente em pacientes imunossuprimidos, como os que realizam quimioterapia, portadores de HIV, de imunodeficiências primárias e de patologias onco-hematológicas”, explica a médica.

Outros pacientes mais propícios às complicações do vírus herpes simples são as crianças, idosos e bebês recém-nascidos. As apresentações mais graves da doença atingem principalmente o sistema nervoso central, sob a forma de queratoconjuntivite, meningoencefalite herpética, uma forma mais grave de meningite, e paralisia de Bell, que causa fraqueza muscular de um dos lados do rosto.

As melhores formas de tratamento

A prevenção deve ser prioridade, especialmente nos pacientes com mais fatores de riscos. “As complicações dependem de fatores intrinsecamente relacionados ao hospedeiro. O que se pode fazer é evitar o contato com pacientes com herpes simples ativos, com atenção maior aos grupos mais suscetíveis”, afirma Naihma.

O tratamento do herpes simples deve utilizar medicamentos antivirais nos casos leves. “Nos casos mais graves, como na encefalite herpética, o tratamento é feito com medicações endovenosas, em regime de internação hospitalar”, destaca a profissional. O combate ao vírus deve ser sempre orientado por um médico e iniciado rapidamente para que a manifestação dos sintomas, como bolhas e feridas, sejam de menor duração e intensidade.

Dra. Naihma Salum Fontana é infectologista formada pela PUC-SP e atende em Sorocaba (SP). CRM-SP: 139391

TAGS
herpes
pele

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

10 comentários para "Existem complicações graves de saúde causadas pelo vírus do herpes? Quais?"

Luciana Dos Santos

Herpes genital causa câncer no útero?

Cuidados Pela Vida

Olá Luciana, o herpes genital, assim como outras doenças infecciosas transmitidas através da relação sexual, pode aumentar o risco do desenvolvimento de câncer no colo uterino (e regiões adjacentes), uma vez que este tipo de doença pode provocar o aparecimento de feridas e inflamações nas mucosas e pele dos genitais, que quando não são tratadas corretamente, podem evoluir para lesões pré-cancerosas, favorecendo o desenvolvimento de possíveis canceres.
Portanto, cuidados simples como o uso de preservativo em todas as relações sexuais e acompanhamento ginecológico regular são fundamentais para evitar estas e outras complicações de saúde. Abraços.

Maitê Silva

Estou com herpes no rosto a mais de 10dias, quando cura em um lugar começa em outro, estou tomando aciclovir 220mg a sete dias, não sei mais o q fazer, pode m ajudar?

Cuidados Pela Vida

Olá Maitê, o ideal é você retornar com o profissional que a atendeu, para que ele verifique a situação e a oriente corretamente. Melhoras

Sandra

Se não realizar o tratamento viral pode me ocorre alguma complicação? Normalmente deixo que o surto desapareça só sem intervenção de medicamentos. Entretanto percebo que tenho diversos surtos mensais. Agradeço.

Cuidados Pela Vida

Olá Sandra, em geral, as crises de herpes são desencadeadas por variações na imunidade dos indivíduos, que pode estar ligada a fatores como exposição solar, estresse psicológico ou físico, infecções ou doenças em curso, período pré-menstrual, dentre outros fatores. O tratamento das lesões é indicado tanto por diminuir os sintomas e a duração das vesículas (“bolhas de água”), quanto por reduzir a possibilidade de transmissão. O ideal é que você realize uma consulta com o médico especialista, afim de verificar o tratamento adequado para o seu caso. Melhoras.

Valdenit

A herpes genital pode ser transmitida mesmo sem o paciente que possui o virus não estiver com as lesões (bolhas dágua)

Cuidados Pela Vida

Olá Valdenit, o vírus da Herpes é transmitido por contato direto ou indireto com lesões ativas; de mãe para filho na gestação ou por via sexual mesmo com lesões não ativas, assim o uso do preservativo evita a transmissão sexual quando não há lesões. Abraços.

Jane

Apareceu uma bolha de pus na parte externa da vagina, o médico disse que é herpes, mas como não é uma vesícula tenho esperança que não seja, estou com muito corrimento amarelado, será que é possível não ser herpes? Estou aguardando o resultado do exame, que demora ainda.

Giovanna

Olá! Tenho 15 Anos, A Primeira Vez Que Eu Tive Herpes Genital Eu Tinha 14 Anos, Fui No Ginicologista E Lá Ela Passou Varios Medicamentos (Penvir Creme, E Penvir Comprimido) Tomei Tudo Certinho Dai Acabou As Feridas, Depois De 1 Ano E Meio Agora Ela Voltou Outra Vez, Mais Dessa Vez Com Menos Feridas Do Que A Primeira, Já Faz 5 Dias Que As Feridas Na Vagina Voltaram, Mais Ate Agora Não Sei Se Posso Tomar Os Mesmos Medicamentos Que A Primeira Vez, E Agora As Feridas Ja Tão Cicatrizando Tbeem Eu Acho. Devo Tomar Algum Medicamento Ainda? Oq Eu Devo Fazer?Conto Com Ajuda De Vcs

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.