Quais são os tipos de esquizofrenia que existem?


  • +A
  • -A

Dentre os principais transtornos psiquiátricos existentes, a esquizofrenia talvez seja o mais complexo, pois se caracteriza por alterações cerebrais no paciente que podem ser brutais a ponto do tratamento pouco ajudar a controlar o quadro. Existem quatro tipos da doença, cada qual com suas particularidades e intensidades distintas.

Esquizofrenia paranoide é a mais comum


De acordo com o psiquiatra Miguel Boarati, os quatro tipos de esquizofrenia são: paranoide, hebefrênica, catatônica e indiferenciada. “A mais comum é a paranoide, que se caracteriza por predominância de delírios persecutórios e bizarros, além de alucinações, enquanto a mais grave e com o tratamento mais difícil é a hebefrênica, marcada por isolamento social, embotamento afetivo e deterioração global”.

“Na catatônica, o paciente fica parado, com olhar perdido e flexibilidade cérea, sendo esta também bastante grave. Já a indiferenciada agrupa características presentes em todos os outros tipos”, continua o médico. Ele frisa ainda que, apesar da esquizofrenia paranoide ser considerada menos grave, ela não é mais branda. “A diferença é que conta com um padrão de resposta ao tratamento bastante satisfatório”.    

Todos os tipos de esquizofrenia precisam de medicação


Por outro lado, a hebefrênica possui uma resposta muitas vezes insuficiente ao tratamento medicamentoso e de reabilitação, “além de evoluir mais frequentemente para um processo de deterioração cognitiva”. Miguel afirma ainda ser possível que o paciente desenvolva outras doenças em função da esquizofrenia. “Após um surto psicótico podem surgir quadros depressivos, manifestação de dependência química e ansiedade”.

Em relação ao tratamento do distúrbio, a orientação é que haja uma associação entre utilização de remédio controlado e terapia psicossocial. “Mas em nenhum caso o paciente com esquizofrenia poderá ficar sem o tratamento medicamentoso, pois do contrário ele terá novos surtos psicóticos e a doença irá progredir. O tratamento medicamentoso não é o único a ser realizado, mas ele é essencial”, conclui.

Dr. Miguel Angelo Boarati é psiquiatra formado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP e atende em São Paulo. CRM-SP: 85105

Foto: Shutterstock

TAGS
esquizofrenia
psicologico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Quais são os tipos de esquizofrenia que existem?"

Valdir

O meu cunhado começou com epilepsia, daí começou a crise de surto… pois fica alterado, Fala em matar as pessoas.. será que isso é esquizofrenia ou não? Gostaria de ajuda… meu número de telefone 92993130655. Pois não temos dinheiro para pagar uma consulta com um psiquiatra ou muito menos internar ele…

Cuidados Pela Vida

Valdir, é uma situação bastante delicada. É preciso estudar mais detalhadamente o caso do seu cunhado, mas existem serviços do governo específicos para pessoas com problemas psiquiátricos. Acho válido procurar o serviço de saúde da sua cidade.
Abraços

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.