Osteoporose: manter tratamento é importante para melhorar qualidade de vida


  • +A
  • -A

A osteoporose é uma doença metabólica que está fundamentalmente ligada ao envelhecimento, podendo afetar homens e mulheres. Entretanto, o número de casos em mulheres é maior e está associado à menopausa, período conhecido por mudanças hormonais que se tornam fator de risco para a osteoporose. Realizar o tratamento sem interrupções é essencial para melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Tratamento da osteoporose previne fraturas ósseas


“É importante reforçar que tratar a osteoporose representa uma oportunidade ímpar de evitar
fraturas causadas por fragilidade óssea, o que significa evitar todas as complicações que uma fratura pode trazer a um indivíduo”, explica a ginecologista Marcia Maria Dias, que diz ainda que a adesão ao tratamento é indispensável para obter bons resultados.

Ao chegar à menopausa, as mulheres devem logo procurar o ginecologista para conversar sobre a doença, realizar o diagnóstico correto precocemente e iniciar o tratamento ainda na fase inicial da osteoporose. “Podemos dizer que temos a oportunidade de mudar a qualidade de vida da pessoa para melhor, uma vez que fraturas podem provocar dores crônicas, perda de função, depressão e, em casos extremos, até mesmo a morte”, destaca a profissional.

Acompanhamento médico pode ajudar a evitar osteoporose


Segundo a especialista, saber que uma pessoa tem osteoporose não é um fator negativo, mas uma oportunidade para começar tratamentos que podem evitar as fraturas. “Antes disso, na busca pelo diagnóstico de osteoporose, pode-se descobrir a
osteopenia, que é uma fragilidade óssea de menor importância, mas que também pode ser tratada, evitando-se, assim, a própria osteoporose”, afirma Marcia.

Assim como outros problemas de saúde, a osteoporose demanda mudanças na rotina do paciente. No caso da doença sem fraturas, essas alterações se referem a cuidados gerais, como se alimentar corretamente, com destaque para alimentos ricos em cálcio e vitamina D, manter o peso corporal adequado, praticar exercícios físicos regularmente, se expor ao sol com moderação e tomar a medicação prescrita.

Dra. Marcia Maria Dias é ginecologista, obstetra e coordenadora do Ambulatório de Climatério do Hospital Samaritano Higienópolis, em São Paulo. CRM-SP: 50560

Foto: Shutterstock

TAGS
ossos
osteoporose

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

1 comentário para "Osteoporose: manter tratamento é importante para melhorar qualidade de vida"

Edison Vieira Ramos

Achei o artigo muito bom e esclarecedor. E também em uma linguagem de fácil entendimento. Eu tenho um exemplo próximo, que é a minha sogra que hoje esta com 87 anos e tem osteoporose no colo do fêmur e com grau severo. E o tratamento que foi prescrito para ela é exatamente o que esta citado neste artigo. Ela esta seguindo rigorosamente as orientações médicas e assim ela esta tendo uma melhor qualidade de vida e tomando todo cuidado para não sofrer nenhuma queda.

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.