Osteoartrite na família: o que posso fazer para ajudar na melhora da qualidade de vida de quem sofre com a doença?


  • +A
  • -A

A osteoartrite, também conhecia popularmente como artrose, é uma doença degenerativa que se manifesta, no geral, na terceira idade. O indivíduo sente dor e rigidez nas juntas o que acaba comprometendo os movimentos. Para evitar quedas ou qualquer acidente doméstico, é muito importante que a família ajude a equipar devidamente a casa, especialmente para os idosos que sofrem com o problema nos ossos.

“É fundamental retirar tapetes, pois um idoso tem maior dificuldade de elevar os pés durante os passos. Além disso, aumentar o espaço entre os móveis é muito importante”, alerta o ortopedista Dr. Marcos Britto.

O banheiro precisa de atenção especial em casos de idosos com osteoartrite

Britto enfatiza que o banheiro é o lugar que mais oferece riscos para quem tem osteorartrite. “Deve ser colocado um acesso alto sobre o vaso sanitário, que ajuda muito quem tem artrose no quadril ou joelho. Barras do lado do vaso também são importantes para que o idoso possa ter um apoio ao sentar e levantar”, afirma o ortopedista.

O local mais perigoso para acidentes é o box por conta do piso molhado. “Um banco e barras laterais também devem ser colocados dentro do box para evitar quedas”, atenta. “À noite, a luz do banheiro, uma no correrdor e uma outra luz fraca no quarto devem permanecer acesas durante toda a noite, pois a maioria das quedas ocorre na madrugada”, acrescenta o profissional.

Por causa da grande incidência de quedas no período da madrugada, o ortopedista aconselha evitar medicações indutoras de sono, pois podem aumentar o desequilíbrio.

Osteorartrite pode causar depressão

Devido as limitações de movimentos que a doença causa, a osteoartrite pode interferir diretamente na qualidade de vida do paciente, podendo causar até depressão. ​”Nos estágios mais avançados, a osteoartrite produz muita dor e limita as atividades do dia a dia o que a médio e longo prazo leva a perda da qualidade de vida”, pontua o médico.

É muito importante procurar um ortopedista logo no início dos sintomas, para que o tratamento possa ser realizado o mais cedo possível, evitando que a doença afete a vida social e profissional.

Atividades físicas são importantes para o tratamento da osteoartrite

Britto afirma que a fisioterapia tem papel fundamental na prevenção e no tratamento da osteoartrite, pois ela consegue diminuir a dor, melhorar a mobilidade e a qualidade de vida de pessoas mesmo em estágios avançados da doença.​ “Porém, o principal tratamento, sem dúvida, é a atividade física sem impacto. A maior consequência da artrose é a dor e a rigidez muscular, mas se nos mantivermos sempre ativos impedimos que a rigidez articular se instale”, conclui o ortopedista.

 

Dr. Marcos Britto é médico ortopedista, especialista e membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – SBOT; membro titular da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia do Esporte. CRM-RJ 52.53862-0

TAGS
artrose
ossos

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Osteoartrite na família: o que posso fazer para ajudar na melhora da qualidade de vida de quem sofre com a doença?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.