Fratura no fêmur e afins: afinal, quais os maiores riscos provocados pela osteoporose?


  • +A
  • -A

Com o processo normal de envelhecimento, os riscos de fraturas aumentam consideravelmente por conta do desenvolvimento da osteoporose, doença que causa redução de massa óssea e enfraquece os ossos, facilitando fraturas mesmo com pequenos traumas. A doença pode aparecer em ambos os sexos, mas é muito mais comum em mulheres devido à diminuição do hormônio estrogênio na pós-menopausa. “O colo do fêmur e a bacia são os locais mais atingidos nas fraturas e podem causar sérias complicações”, explica a  ginecologista e obstreta Ana Cristina Russo.

 

Quais são os riscos de fratura por osteoporose?

 

As fraturas, na maioria dos casos, atingem a mulher idosa, embora homens, mesmo não sofrendo a diminuição brusca na produção de hormônios como ocorre no sexo feminino, também devem ficar atentos e identificar outros fatores de risco.  Após os 50 anos, para ambos os sexos, os riscos aumentam consideravelmente. “Bastam algumas pequenas quedas para o aparecimento destas fraturas. A do colo do fêmur é a mais grave e pode precisar de cirurgia”, alerta Ana. Por ter um processo lento de recuperação, a imobilidade causada por ela pode resultar em complicações como a trombose, que traz risco de morte. “Já a fratura na coluna não é tão comum, mas pode provocar deformidades e reduzir a estatura da pessoa”. Por isso, muitas mulheres notam que estão diminuindo e até encurvando com o passar dos anos.

 

Exame preventivo impede a progressão da doença

 

Se o paciente fizer exames preventivos e seguir o tratamento com todas as instruções do médico, a osteoporose pode regredir parcialmente. Por isso, o diagnóstico precoce é fundamental e pode ser feito pela densitrometria óssea, um exame indolor e que possui alta precisão nos resultados. “Os riscos de osteoporose podem surgir por histórico familiar da doença, alimentação deficiente em cálcio, pessoas de pele branca, baixas e magras”, explica. Dentro dessas condições é importante realizar um check-up na saúde. Além disso, a médica recomenda a prática de exercícios físicos e alimentação balanceada para a conquista de uma vida mais saudável.

 

Ana Cristina Russo é ginecologista e membro da Associação de Ginecologia e Obstetrícia do Estado do RJ. CRM: 608170 – RJ  

 

TAGS
ossos
osteoporose

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Fratura no fêmur e afins: afinal, quais os maiores riscos provocados pela osteoporose?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.