Artrose: Quais são as principais causas e sintomas? Como funciona o tratamento? Saiba mais!


  • +A
  • -A

A artrose, também conhecida como osteoartrite ou osteoartrose, é uma doença degenerativa crônica que afeta as cartilagens, estruturas que impedem o atrito entre os ossos, especialmente nas articulações. A artrose não pode ser totalmente revertida, mas o tratamento adequado é capaz de amenizar os sintomas e retardar o avanço do desgaste. O quadro pode se estabelecer em pessoas de todas as idades, mas é mais comum a partir dos 50 anos, resultado do desgaste natural do corpo.

 

Causas da artrose

 


Um fator óbvio para o surgimento da artrose é o desgaste das articulações pelo envelhecimento, já que ela se manifesta mais em pessoas idosas. Contudo, existem outras causas que influenciam no estabelecimento do quadro, tais como a sobrecarga das articulações em função de algum trabalho ou atividade em que se tenha que agachar e levantar objetos pesados com frequência. O sobrepeso é outra causa importante, já que provoca um maior desgaste das articulações, especialmente das pernas e coluna.

Esportes que exigem muito de determinadas articulações e com constantes movimentos de torção também contribuem para o desenvolvimento da artrose, especialmente em atletas profissionais e amadores.

 

Principais sintomas da artrose

 


Os principais sintomas da artrose são dor articular, dificuldade em realizar movimentos, inchaço e rigidez nas articulações. É comum também que o paciente sinta queimação na região afetada e perceba rangidos durante a movimentação das áreas afetadas. Naturalmente, todos esses sinais influenciam negativamente na qualidade de vida e tendem a piorar com o passar do tempo, se a doença não for tratada.    

“Quando presente na coluna vertebral, em casos muito avançados, a artrose pode causar alterações neurológicas chamadas de radiculopatias periféricas”. Este problema consiste na destruição de nervos da coluna e pode levar à perda da força muscular e da sensibilidade. Todos esses riscos mostram que o tratamento é fundamental não apenas para amenizar os sintomas, mas também para evitar complicações ainda piores.

 

Tratando a artrose

 


O tratamento da artrose se baseia no uso de medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos para reduzir as dores, inflamação e incômodos articulares em geral, especialmente na fase aguda da doença, quando a dor é muito forte, e na prática de exercícios físicos de intensidade moderada e fisioterapia. Estas atividades devem ser realizadas diariamente para estimular a movimentação e o fortalecimento das articulações. Evidentemente, exercícios mais intensos devem ser evitados justamente para não sobrecarregar os locais já comprometidos.

Para o controle da doença, são usados os medicamentos condroprotetores, que ajudam a estabilizar o quadro e desacelerar o desgaste articular. “Estudos científicos têm demonstrado benefícios da combinação da glicosamina e condroitina na redução da dor e melhoria da mobilidade articular em pacientes que fazem uso contínuo deles”, afirma o ortopedista Paulo Roberto Dias.

 

Práticas para evitar o desenvolvimento da artrose

 


É importante ainda que o paciente adote algumas práticas rotineiras para evitar piora dos sintomas, colaborando, assim, com o tratamento. Essas mesmas práticas devem ser adotadas também por quem não tem a doença, pois ajudam a diminuir as chances de seu desenvolvimento. Controlar o peso, evitando a obesidade, manter sempre uma postura corporal correta, descansar e evitar levantamento excessivo de peso e exercícios repetitivos são hábitos recomendados.     

 

Dr. Guilherme Maretti Franco de Campos é ortopedista formado pela Universidade Metropolitana de Santos (Unimes) e atua em Mogi Mirim (SP). CRM-SP: 135610

Dr. Paulo Roberto Dias dos Santos é ortopedista formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e atua em Osasco e São Paulo. CRM-SP: 33269

Foto: Shutterstock

TAGS
dor-nas-costas
dor-no-joelho
ossos
osteoartrite

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Artrose: Quais são as principais causas e sintomas? Como funciona o tratamento? Saiba mais!"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.