Tratamento ajuda moradora de Goiás a controlar diabetes


  • +A
  • -A

O diabetes é considerado uma doença silenciosa pois seus sintomas nem sempre são suficientes para uma suspeita imediata, e é comum que os pacientes fiquem muito tempo sem saber que possuem esta síndrome metabólica. Com isso, surge o risco de atraso do diagnóstico e tratamento, o que aumenta as possibilidades de alguns problemas sérios trazidos por níveis altos de glicose no sangue.

O relato da vendedora de salgados Célia A. M, moradora de Anápolis, GO, exemplifica bem esse quadro. Antes de iniciar o tratamento para diabetes, há cerca de um ano, Célia não sentia nada de anormal e, por isso, foi surpreendida pelo diagnóstico de diabetes. “Eu entendi melhor a situação quando meu médico explicou que a diabetes é uma doença silenciosa”, afirma.

Atenção ao nível de glicose no sangue

Ela conta que, desde que começou o tratamento, seu médico pede para que ela tenha cuidado para não deixar os índices de glicose subirem muito, pois isso pode ser perigoso. “Uma vez fui parar na emergência porque o nível de glicose no sangue estava muito elevado. Felizmente, minha relação com o meu médico é muito boa. Ele me orienta, me explica tudo direitinho e me deixa tranquila quanto ao tratamento”, diz Célia.

Apesar de afirmar que que o remédio que toma ajuda bastante no controle da doença, Célia atenta para a importância de cada um achar, em conjunto com o médico, a dosagem certa do produto para si. “Eu comecei tomando 100g e isso me causava um pouco de cólica. Então meu médico pediu para que eu retornasse para mudar a dosagem. É bom poder contar com a presença de um profissional que promove esses ajustes importantes”, avalia a vendedora.

Importância da medicação no tratamento da diabetes

O uso de remédio é importante no tratamento, pois eles ajudam o paciente a manter níveis controlados de glicose no sangue. “Temos medicações que estimulam a liberação de insulina, remédios que melhoram a resistência ao funcionamento desse hormônio, os que eliminam açúcar pela urina e aqueles que retardam a absorção do açúcar ingerido”, explica a endocrinologista Mariana Guerra.

Além disso, o tratamento do diabetes não está completo sem um profundo processo de reeducação alimentar, com forte redução de carboidratos e gorduras. A prática de atividades físicas regulares também é fundamental, já que ajuda no controle do peso e na manutenção de um estilo de vida mais saudável.

Dra. Mariana Guerra é endocrinologista, formada pela Escola de Medicina da Santa Casa de Misericórdia de Vitória e atua em Vitória (ES). CRM-ES: 7019

Foto: Shutterstock

TAGS
alimentacao
atividade-fisica
diabetes

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Tratamento ajuda moradora de Goiás a controlar diabetes"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.