Paraibano enfrenta a asma desde a infância e ganha qualidade de vida


  • +A
  • -A

A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas que dificulta a respiração, exigindo, portanto, bastante cuidado. Se não houver diagnóstico, prescrição de tratamento e acompanhamento médico, o indivíduo com esta condição corre riscos sérios durante as crises e tem, no geral, uma piora na qualidade de vida.   

 

Asma traz série de dificuldades como o cansaço excessivo

 


Durante muitos anos essa foi a realidade de Ricardo F. O., de 42 anos, que mora em João Pessoa, PB. O despachante veicular tem asma desde a infância, então sempre sofreu com os sintomas da doença. “Antes de iniciar o tratamento, eu sofria demais. Tente colocar os dois dedos no nariz e aperte. Essa é a sensação que eu sentia com a asma. Além disso, a falta de oxigênio me deixava muito debilitado, sem energia”, explica Ricardo.

De acordo com o pneumologista Ciro Kirchenchtejn, é comum os pacientes com asma relatarem aos médicos cansaço excessivo. Isso se deve à falta de oxigenação, que atrapalha a liberação de energia para o corpo, levando ao cansaço. “Esses portadores têm falta de ar, ou seja, dificuldade para respirar devido ao mau desempenho da musculatura respiratória”, avalia o profissional.


Sucesso no tratamento e boa relação com o médico


Ricardo segue um tratamento com medicamento para asma há cerca de 10 anos, mas antes disso ele já tinha experimentado outros remédios. Contudo, nenhum foi realmente eficaz. “Só depois que passei a usar o produto atual é que consegui me livrar de vez dos sintomas da doença. Esse remédio me fez enxergar a vida de maneira diferente. Tem sido muito bom pra mim”, afirma.


A boa relação com seu médico é outro ponto do tratamento que Ricardo exalta. Ele destaca que se sente muito confortável em contar com um profissional de excelência e conceituado em todo o mundo. “Só tenho a agradecer ao meu médico. Costumo dizer que ele é o melhor pneumologista do Brasil. Quando iniciamos o tratamento ele me garantiu que eu nunca mais iria me cansar com a asma e ele cumpriu o que prometeu. Minha qualidade de vida melhorou muito”, conclui Ricardo.

 

Dr. Ciro Kirchenchtejn é pneumologista formado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e atua no Hospital Alemão Oswaldo Cruz em São Paulo. CRM-SP 50579

Foto: Shutterstock

TAGS
asma
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Paraibano enfrenta a asma desde a infância e ganha qualidade de vida"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.