Entendendo a asma: Fora das crises, o paciente sente alguma dificuldade na respiração?


  • +A
  • -A

A asma é uma doença que inflama as vias respiratórias e pode provocar dores, tosse e falta de ar. Segundo o pneumologista José Eduardo Martinelli, a asma é considerada um problema reversível e, fora das crises, os pacientes realizam normalmente as atividades do dia a dia, desde que realizem o tratamento adequado. “Eles não apresentam qualquer sintoma e o exame dos pulmões se mostra normal. Não dá para perceber que o paciente é asmático”, afirma o especialista.

 

Paciente asmático deve evitar poeira, mofo e fumaça do cigarro

 


Entretanto, o paciente com asma deve sempre estar atento em relação a sua sensibilidade a alérgenos, ou seja, aquelas substâncias capazes de desencadear uma crise de asma. Poeira, mofo, ácaros, fumaça do cigarro e de carros, odores fortes e até corantes em alimentos podem provocar uma crise da doença e devem ser evitados.

Para o médico, a prática de atividades físicas, tanto individuais quanto em grupos, pode beneficiar pacientes asmáticos e evitar o reaparecimento dos sintomas da doença, desde que não sejam muito intensas. “Muitas vezes, ao iniciar um exercício, há um broncoespasmo que cede à medida em que o paciente continua a praticá-lo. Entre os esportes mais recomendados, a natação é o primeiro”, aconselha Martinelli.

 

Técnicas de respiração podem ajudar a prevenir a falta de ar

 


Como forma de prevenção, existem técnicas que ajudam o paciente a respirar sem dificuldade. O yoga, por exemplo, é muito indicado porque ensina a controlar a respiração e também auxilia os praticantes a manterem a calma durante uma crise e, assim, a saírem dela com mais facilidade.

Para casos mais graves, em que a asma se apresenta de forma contínua, a fisioterapia respiratória pode ajudar, por meio de técnicas capazes de melhorar a performance respiratória. Em muitos casos, a medicação pode impedir o desenvolvimento da crise, se for usada assim que os primeiros sinais surgirem. Já os medicamentos preventivos atuam no controle de longo prazo, combatendo a inflamação das vias aéreas.

 

 

Dr. José Eduardo Martinelli é pneumologista e geriatra, sócio fundador e responsável técnico pelo Instituto Martinelli de Geriatria e Gerontologia em Jundiaí (SP). CRM-SP: 27875 – Site

 

Foto: Shutterstock

TAGS
alergias-respiratorias
asma
cigarro
respiracao

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Entendendo a asma: Fora das crises, o paciente sente alguma dificuldade na respiração?"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.