Teve insônia? Confira algumas dicas para enfrentar o dia seguinte e voltar a dormir bem


  • +A
  • -A

Uma noite mal dormida é capaz de derrubar qualquer um. Você não sabe como vai conseguir trabalhar, fica distraído e ainda tem com medo de piorar o sono da noite seguinte tomando estimulantes para acordar. A especialista em sono Márcia Pradella ensina o que é preciso fazer no dia seguinte a uma noite mal dormida, dando dicas para enfrentar o trabalho e técnicas para recuperar o descanso depois.

Fique de olho nas causas de uma noite mal dormida

Algumas pessoas sofrem de insônia crônica, um quadro que precisa de acompanhamento médico e de tratamento com remédios específicos. Mas quando o sono vai embora apenas por uma noite, a neurologista Márcia Pradella conta que os motivos podem ser muitos. “A insônia pontual ocorre principalmente por “preocupações” de maneira geral, levando à ansiedade e pensamentos encadeados que dificultam a entrada no sono”, diz a especialista. A saída é tentar se acalmar e lembrar que uma mente descansada vai saber lidar melhor com os problemas no dia seguinte.

Café e outros estimulantes ajudam a ficar alerta ou sabotam seu sono?

Em um dia em que você dormiu poucas horas ou quase nada, o plano quase sempre é tomar café para conseguir dar conta dos afazeres, mas será que isso não vai piorar a qualidade do sono na noite seguinte? Márcia Pradella diz que essa resposta varia de pessoa para pessoa e que a quantidade vai depender da reação de cada um. “Se a pessoa percebe que tem dificuldade para iniciar o sono quando toma cafeinados, recomendamos então que se evite o consumo não só de café, mas também chás – mate, preto, verde; refrigerantes com cola e chocolate no período da tarde e noite”, conta.

Outros estimulantes, como as cápsulas de guaraná e os energéticos de latinha também costumam ser vistos como uma saída para quem não conseguiu dormir, mas a Dra. Márcia diz que é preciso ter cuidado. “Muitas pessoas têm alta sensibilidade a estes estimulantes gerais, que podem favorecer a ocorrência de alterações do ritmo cardíaco (taquicardias), sudorese excessiva, agitação psicomotora e até insônia”, diz a médica.

Especialista recomenda recuperar o sono aos poucos

Na noite seguinte à da insônia, muita gente coloca em prática o raciocínio de que é preciso recuperar todas as horas perdidas do dia anterior. A neurologista diz que o sono perdido nunca é recuperado 100% e que, além de tentar reequilibrar a quantidade, também é preciso se preocupar com a qualidade. “Tente fazer uma atividade relaxante e, se estiver cansado, deitar um pouco mais cedo vários dias seguidos ajuda”, orienta.

Siga essa rotina preparada pela neurologista especialmente para quem dormiu mal:

– Tome um banho morno e um bom café da manhã.

– Procure dar um intervalo no meio da manhã e aproveite para tomar um café, chá ou suco – se possível recebendo a luz do sol.

– Na hora do almoço procure dar uma caminhada de 15 minutos.

– Novamente à tarde pare por 15 minutos e tome um refresco ou o que preferir ao ar livre ou num local em que possa receber a luz do sol.

– Chegando em casa faça uma refeição leve, usando alimentos facilmente digeridos como os cozidos e não tome álcool.

– Tente fazer uma atividade que relaxe: TV, leitura, namorar…

– Se não gosta de dormir no escuro, use lâmpada de cor azul (azul puro se for LED) de 8 watts, dessas que ficam na parede ou no chão. Isso facilita a liberação da melatonina, que é o hormônio que facilita o sono.

– Depois disso é só aproveitar seu sono de qualidade e ganhar a disposição que você precisa para o dia seguinte!

Dra. Márcia Pradella-Hallinan é neuropediatra e integra a equipe de médicos do Instituto do sono na Unifesp. CRM: SP-78579

TAGS
insonia
psicologico
sono

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

Nenhum comentário para "Teve insônia? Confira algumas dicas para enfrentar o dia seguinte e voltar a dormir bem"
Seja o primeiro a comentar

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.