Dor de cabeça: sintoma da síndrome do pânico muda rotina de professora no Paraná


  • +A
  • -A

As dores de cabeça, dependendo da intensidade e da frequência, podem atingir uma pessoa sem chamar muita atenção. Afinal, existem diversos fatores que influenciam seu surgimento, como estresse, altas temperaturas, alimentação incorreta e sono de má qualidade. Mas, em algumas situações, é preciso desconfiar: a dor de cabeça pode ser o sintoma de uma doença séria.

Susana H., de 40 anos, sabe bem como é conviver com dores de cabeça constantes: “Há mais de 12 anos eu sofria com graves dores de cabeça e suas consequências. Inúmeras noites mal dormidas, vômitos, tonturas e mal-estar.” A moradora de Marquinho, no interior do Paraná, não tinha trégua, já que a dor era praticamente diária.

 

Dores de cabeça podem ser sintomas da síndrome do pânico

 

O problema atrapalhava Susana a seguir sua rotina e provocava alterações em seu humor. As dores eram uma pedra no caminho da professora e afetavam sua vida familiar, seu convívio com amigos e até seu desempenho profissional. Mas, a ocorrência das dores tinha um motivo: era um sintoma do transtorno do pânico.

“Eu era agitada, nervosa, muito ansiosa e tinha dificuldade de me concentrar. As crises eram tão fortes que me impediam de ter uma vida normal. Deixei de viver bons momentos com minha família, de viajar e de ter relacionamentos no trabalho devido ao problema”, recorda a professora. Ela lembra ainda que não conseguia permanecer em ambientes cheios ou com som alto.

 

Doenças psiquiátricas também mudam a rotina de amigos e familiares

 

Como no caso de Susana, a síndrome do pânico não atinge apenas o paciente, mas afeta familiares e amigos também. “O sofrimento de qualquer membro de uma família impacta nos demais membros. As crises de pânico geralmente causam grande impacto no ambiente que a pessoa está inserida, gerando comoção dos outros”, afirma o psiquiatra Eduardo de Castro Humes.

Há cerca de um ano, a paranaense encontrou um tratamento que a ajudou a viver melhor: “Meu estado emocional e meu estado físico melhoraram muito. Voltei a viver, sem o peso das dores de cabeça e da ansiedade.” Ela retomou suas atividades e hoje consegue enfrentar os desafios diários com disposição. Isso sem falar na melhor qualidade do seu sono e na relação de confiança que estabeleceu com seu médico, fundamentais para o sucesso do tratamento.

 

Dr. Eduardo de Castro Humes é psiquiatra e psicoterapeuta formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. CRM-SP: 108239

 

Foto: Shutterstock

TAGS
ansiedade
psicologico
panico

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

9 comentários para "Dor de cabeça: sintoma da síndrome do pânico muda rotina de professora no Paraná"

emily

Tbm tenho sindrome do panico a um ano ,e agora sinto formiganento,pressão na cabeça e ja penso que tenho alguma coisa ou vou ter um troço ,e desperador ….quero logo ficar boa E fiquei sabendo que o omega 3 e mto bom p quem tem sindrome do panico reduz a anciedade em 62% ,vou começar a tomar….

Cuidados Pela Vida

Olá Emily, toda medicação deve ser prescrita após avaliação médica. Recomendamos que realize uma consulta com o especialista para que ele verifique o melhor tratamento para o seu caso. Melhoras.

Andreza

Boa tarde!!!Meu nome é Andreza Eu sinto um peso na cabeça e às vezes dores é normal na síndrome do pânico ?

Cuidados Pela Vida

Olá Andreza, existem diversos fatores que influenciam o surgimento das dores de cabeça, como estresse, altas temperaturas, alimentação incorreta e sono de má qualidade. O recomendado é você realizar uma consulta presencial com um especialista, pois o médico terá condições de fornecer um diagnóstico preciso e prescrever o tratamento necessário. Melhoras.

sara

Olá sinto queimação na cabeça agunia sendo q geralmente só de um lado e sinto muitas dores penso q posso ter um tumor tenho síndrome do pânico e não consigo viver bem tenho uma filha d 3 anos q não consigo mais controlar ela ou me controlar … Tive depressão também é tomo rivotril por minha conta

cintia

olá! Faço tratamento desde 2014 quando descobri que tenho Síndrome do Pânico. tenho dores de cabeça fortíssimas ultimamente. e justamente nas segundas feiras que tenho que ir à faculdade, isso pode ser considerada como crise de pânico?

Cuidados Pela Vida

Olá Cintia. Essas dores de cabeça podem estar relacionadas a síndrome do pânico, mas o ideal é que você procure um médico para avaliar seu caso com mais critério. Abraços.

Noelle

Ola! Sinto uma pressão muito forte na cabeça a mais de uma semana, ela nao fica em um lugar só, vai para o rosto e o maxilar tambem. As vezes fica mais branda, as vezes muito forte. As vezes sinto enjoo e tontura tambem. Pode ser sindrome do panico?

Cuidados Pela Vida

Olá Noelle, dores de cabeça podem significar muitas coisas, mas a síndrome do pânico em geral acompanha um quadro de fobia social. Abraços

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.