Como identificar que você sofre da síndrome de unhas frágeis?


  • +A
  • -A

Queixa constante nos consultórios dermatológicos, a síndrome das unhas frágeis, como o próprio nome sugere, é marcada por unhas com saúde debilitada, que quebram, descamam e lascam facilmente, além de crescerem pouco e serem finas e moles. Apesar de acometer mais as mulheres, a doença também pode se manifestar em homens.   

 

Unhas saudáveis devem ser fortes, sem descamações e sem manchas

 


“Geralmente, quem sofre de síndrome das unhas frágeis queixa-se de unhas quebradiças, fracas ou lascadas, e dificuldade de crescimento da unha. São queixas bastante comuns no consultório dermatológico. Unhas saudáveis devem ser fortes, sem descamações, sem manchas”, afirma a dermatologista Daniela Costa.

O diagnóstico preciso, feito por meio de um exame dermatológico, aponta que a síndrome das unhas frágeis se caracteriza pela diminuição da resistência ungueal, a ocorrência de descamação lamelar das unhas (onicosquizia) e afinamento de sua espessura (onicorrexe). “Isso gera quebras frequentes da lâmina ungueal, o que leva à procura do dermatologista”, explica a médica.

 

Principais causas para as unhas frágeis

 


Diversas causas podem ser associadas à síndrome das unhas frágeis, mas as principais são trauma excessivo na unha e desidratação. “Isso ocorre por frequente retirada de cutículas de modo agressivo, uso de lixas para “alisar” a unha, uso excessivo de acetona e esmaltes, manipulação frequente de água, tarefas domésticas sem luvas etc”.

Outros fatores, como a deficiência de vitaminas, também podem influenciar no surgimento da síndrome e, por isso, o tratamento recomendado é a suplementação da biotina (vitamina B7), presente em alimentos como gema de ovo, nozes e cereais integrais. Doenças sistêmicas como anemia e doenças da tireoide também contribuem para o enfraquecimento das unhas. “O mais importante é o diagnóstico correto por um especialista, para estabelecimento do tratamento”, conclui a dermatologista.

 

Dra. Daniela Costa é médica dermatologista formada pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). CRM-SP: 156459

 

Foto: Shutterstock

TAGS
pele
unhas

FIQUE POR DENTRO DE DICAS
DE SAÚDE
E BEM-ESTAR

2 comentários para "Como identificar que você sofre da síndrome de unhas frágeis?"

Valéria Ferreira do Sacramento

Minhas unhas são muito frágeis, elas descamam e quebram com muita facilidade. Que devo fazer?

Cesar Higashijima

Olá, Valéria. Existem alguns produtos que ajudam a fortalecer as unhas, mas o ideal é que você procure um médico dermatologista para que ele possa examinar o seu caso e descobrir a origem dessa fragilidade, para assim, indicar o melhor tratamento.
Abraços

Deixe seu comentário

Obrigado por compartilhar sua opinião! Todos os comentários passam por moderação, por isso podem não aparecer imediatamente na matéria.